GUIA RIO 2016 TORCEDORES.COM – SAIBA TUDO SOBRE O PENTATLO MODERNO

O Torcedores.com continua seu especial para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 que conta um pouco da história de cada esporte olímpico, algumas curiosidades para você contar por aí, além de informar os favoritos das provas e quem são os brasileiros nelas. Falaremos agora do Pentatlo Moderno, esporte que apareceu para o Brasil há quatro anos, quando Yane Marques foi medalha de bronze nos Jogos de Londres

LEIA O GUIA RIO 2016 DE OUTROS ESPORTES:
ATLETISMO, BADMINTON, BASQUETE MASCULINO, BASQUETE FEMININO, BOXECANOAGEM VELOCIDADECANOAGEM SLALOM, CICLISMO BMX, CICLISMO ESTRADA, CICLISMO MOUNTAIN BIKE, CICLISMO PISTA,  ESGRIMAFUTEBOL MASCULINOFUTEBOL FEMININO, GINÁSTICA ARTÍSTICA, GINÁSTICA RÍTMICA, GINÁSTICA DE TRAMPOLIM, GOLFE, HANDEBOLHIPISMO, JUDÔ, LEVANTAMENTO DE PESO, LUTA, MARATONA AQUÁTICA, NADO SINCRONIZADO, NATAÇÃO, PENTATLO MODERNOPOLO AQUÁTICO, REMO, RUGBY DE SETE, SALTOS ORNAMENTAIS, TAEKWONDO, TÊNISTÊNIS DE MESA,TIRO COM ARCOTIRO ESPORTIVO, TRIATLO, VELAVÔLEI FEMININO,  VÔLEI MASCULINOVÔLEI DE PRAIA

 

INTRODUÇÃO: muitos brasileiros foram apresentados ao pentatlo moderno em 2012, quando a brasileira Yane Marques conquistou uma inédita medalha para o Brasil. O Pentatlo Moderno é um esporte olímpico composto por 5 modalidades esportivas: esgrima, natação, hipismo, tiro e corrida. É derivado do pentatlo antigo, disputado nos Jogos Olímpicos da Antiguidade na Grécia. Naquela época, era composto por corrida, lançamento de dardo e de disco, salto em distância, luta greco-romana e corrida. O esporte era integrado ao treinamento militar que os soldados gregos recebiam à época. A versão moderna foi idealizada pelo criador dos Jogos Olímpicos da era moderna: o Barão Pierre de Coubertin. Em 1911, durante um encontro do Comitê Olímpico Internacional, ele propôs o esporte inspirado em um soldado militar do final do Século XIX, que num campo de batalha, enfrentava situações complicadas, como ter que cavalgar um cavalo desconhecido, combater os inimigos com espada e pistola e saber nadar e correr para as linhas aliadas ou para perseguir um inimigo.  Foi disputado pela primeira vez em 1912, somente com militares. As mulheres começaram a disputar apenas em 2000, nos Jogos de Sydney. Em 1996, todas as provas passaram a ser disputadas em um mesmo dia. Já em 2012, as provas de tiro, inicialmente disputadas separadamente, foram incluídas na prova de corrida, formando assim um evento combinado.

 

VOCÊ SABIA?

  • Que os cavalos da prova de hipismo não pertencem aos atletas? Eles são apresentados ao animal apenas 20 minutos antes do início através de um sorteio
  • Que na prova de tiro, o competidor tem que correr uma volta de 1000 metros antes de atirar  e repetir esse procedimento por três vezes?
  • Que somente em 1952 um competidor não-militar conseguiu conquistar uma medalha de ouro?
  • Que são utilizadas pistolas a laser na modalidade de tiro?
  • Que nos Jogos de 1932 em Los Angeles, o sueco Johan Oxenstierna resolveu treinar alguns tiros no bosque e quase foi preso pela polícia local? Ele não foi preso e mais tarde conquistou o ouro.
  • Que o Pentatlo Moderno é uma das poucas modalidades olímpicas disputadas em mais de um local? No Rio, será disputada na Barra da Tijuca, na Arena da Juventude e em Deodoro 

 

PENTATLO MODERNO MASCULINO

HISTÓRICO: A Suécia é o país com o maior número de medalhas no pentatlo moderno muito em virtude de ter conquistado quase todas as medalhas nas primeiras edições dos jogos. Para se ter uma ideia, nas primeiras 9 edições do evento, a Suécia levou o ouro em 8, além de ter conquistado 17 das 27 medalhas distribuídas. Após o final da Segunda Guerra Mundial, o esporte passou a ser dominado pelos países do Leste Europeu e pela União Soviética, com quatro medalhas de ouro para os húngaros de 1948 até 1988. A Lituânia e a República Tcheca tiveram destaque nas duas últimas edições.

 pentatlo moderno capa 2

QUEM CHEGA FORTE AO RIO:

Dos 36 atletas que disputarão a prova, pode-se dizer que o grande favorito é o atleta da Rússia Aleksander Lesun. Nos últimos 7 mundiais, medalhou em 6, sendo campeão em 2012 e 2014 e vice em 2010, 2011, 2012, 2015 e 2016. O francês Valentin Belarud (foto), atual campeão mundial e em terceiro no ranking mundial em 2016, deve ser seu maior rival. James Cooke (Grã-Bretanha) é o líder do circuito em 2016.  Amro El Geziry (Egito) e Valentin Prades (França) conseguiram bons resultados em 2016 e estão bem no ranking. O campeão olímpico de 2012 David Zsoboda (República Tcheca) tentará defender o seu título. Abaixo, uma lista com 15 atletas que devem figurar entre as primeiras colocações e seus melhores resultados no último ciclo olímpico. Os cinco primeiros são os que consideramos com mais chances de conquistar as medalhas

 pentatlo moderno belarud

MELHORES RESULTADOS NO ÚLTIMO CICLO OLÍMPICO DOS PRINCIAIS PARTICIPANTES:

Aleksander Lesun (Rússia) –  campeão mundial 2014, vice-campeão em 2015 e 2016

Valentin Belarud (França) –  campeão mundial 2016. Terceiro colocado no ranking mundial em 2016

James Cooke (Grã-Bretanha) – campeão da copa do mundo 2016. Líder do ranking mundial em 2016

Valentin Prades (França)  – terceiro colocado na copa do mundo 2016. Vice-líder do ranking mundial em 2016

Pavio Tymoshenko (Ucrânia) -campeão  mundial 2015

Justinas Kinderis (Lituânia) – campeão mundial em 2013

Amro El Geziry (Egito):  vice campeão mundial 2014

Adam Marosi (Hungria)bronze em Londres 2012; quarto colocado no ranking 2016.

Omar Gerizy (Egito):  quarto colocado no mundial 2016. Sexto no ranking mundial em 2016

David Zsoboda (República Tcheca) – campeão olímpico 2012

Cao Zhongrong (China) vice-campeão olímpico 2012

Jan Kuf (República Tcheca) – terceiro colocado no mundial 2014

Andriy Fedechko (terceiro colocado) no mundial 2015

 

QUEM REPRESENTA O BRASIL?

Quem tentará uma inédita medalha para o Brasil é Felipe do Nascimento (foto), de 23 anos. É a sua primeira participação em Jogos Olímpicos e ele não teve grandes resultados nas etapas do circuito mundial. As chances de levar uma medalha são baixas

pentatlo moderno felipe

PALPITE DO GUIA:

ouro: James Cooke (Grã-Bretanha)

prata: Aleksander Lessun (Rússia)

bronze Valentin Cordes (França)

 

PENTATLO MODERNO FEMIININO

HISTÓRICO: A primeira prova feminina ocorreu nos Jogos de Sydney em 2000 e desde então há um domínio da Grã-Bretanha. Em quatro edições, o país europeu conquistou 5 medalhas das 15 totais distribuídas, sendo uma de ouro, duas de prata e duas de bronze. Nenhum país conquistou mais de um título. Hungria (2004), Alemanha (2008) e Lituânia (2012) tem os outros títulos. Destaque para a pernambucana Yane Marques (foto), que conquistou uma inédita medalha de bronze para o Brasil em 2012.

 yane marques

QUEM CHEGA FORTE AO RIO:

Os países que já conquistaram medalhas nas quatro edições do pentatlo moderno feminino têm novamente boas chances de ir bem. As favoritas são a alemã Lena Schoneborn, campeã olímpica em 2008 e campeã mundial em 2015 e A lituana Laura Asadauskaite (foto), campeã olímpica em 2012 e mundial em 2013. As duas vem se mantendo bem em 2016, vencendo algumas etapas do circuito mundial e chegando sempre nas primeiras colocações.  A húngara Sarolta Kovacs chega forte para defender seu título mundial de 2016. A brasileira Yane Marques e a britânica medalhista olímpica Samantha Murray também devem chegar bem.

pentatlo moderno lituana

Abaixo, uma lista com 10 atletas que devem figurar entre as primeiras colocações e seus melhores resultados no último ciclo olímpico. As cinco primeiras são as que consideramos com mais chances de conquistar as medalhas

MELHORES RESULTADOS NO ÚLTIMO CICLO OLÍMPICO DOS PRINCIAIS PARTICIPANTES:

Lena Schoneborn (Alemanha) – campeã mundial 2015 e terceira colocada em 2016. Primeira colocada no ranking mundial 2016

Laura Asadauskaite (Lituânia) – campeã olímpica em 2012 e campeã mundial em 2013. Segunda colocada no ranking mundial 2016

Sarolta Kovacs (Hungria) – campeã mundial em 2016. Vice-campeã mundial em 2015

Samantha Murray (Grã-Bretanha) – campeã mundial 2014 e vice-campeã olímpica 2012

Elodie Clouvel- França: vice-campeã mundial em 2016 e quarta colocada no ranking mundial 2016

Zsofia Foldhazi (Hungria) – terceira colocada no ranking mundial 2016

Chen Qian (China) vice-campeã mundial em 2015 e 2014

Yane Marques (Brasil) – Vice-campeã no mundial 2013, terceira colocada no mundial 2015, terceira colocada na Olimpíada em 2012

Donata Rimsaite (Rússia) – terceira colocada no mundial 2013

Annika Schleu (Alemanha)  – sexta colocada no ranking em 2016

 

QUEM REPRESENTA O BRASIL E QUAIS SUAS CHANCES?

A pernambucana Yane Marques fez história em Londres ao conquistar uma inédita medalha de bronze para o Brasil. Ela se manteve bem no último ciclo olímpico, sendo campeã mundial em 2013 e terceira colocada em 2015. É uma das mais habilidosas nas três primeiras modalidades do pentatlo (esgrima, natação e hipismo). Entretanto, tem dificuldades sérias com a corrida no evento combinado. No mundial deste ano, ficou apenas com a décima terceira colocação, muito em virtude da corrida ruim no fim. Era uma das líderes até chegar o evento combinado. Nos últimos meses, tem treinado forte esta modalidade. Quem sabe a torcida  brasileira não a ajude a ter um fôlego a mais. As chances de medalha são de médias para boas
Confira um vídeo contando um pouco mais sobre Yane, candidata a ser a porta-bandeira da delegação brasileira em 2016

PALPITE DO GUIA:

Ouro: Laura Asadauskaite (Lituânia);

Prata: Lena Schoneborn (Alemanha);

Bronze: Elodie Clouvel (França)

Yane Marques: sexto lugar

 

AJUDA PARA TORCER

Algumas regras básicas do esporte, além de tempos/pontuações boas para o atleta nas competições e para você se situar durante as transmissões.

Tempos/pontuações boas para o atleta:

Esgrima – Na rodada classificatória, todos os competidores se enfrentam em combates onde o primeiro a tocar o adversário é considerado vencedor. Se a disputa não for definida em 1 minuto, os dois são considerados perdedores. Vencer acima de 24 lutas é considerado muito bom. De 20 a 24 lutas: bom. De 16 a 19 lutas, regular. Menos que 15, ruim (para o masculino e feminino)

Natação –Os atletas disputam uma prova de 200m, e somam pontos. Um tempo abaixo de 2 minutos é considerado muito bom.  Entre 2 minutos e 2: 05 segundos (2min-2:15 para mulheres), bom. Entre 2:05 e 2:10 (2:15-2:25 para mulheres para mulheres), regular. Acima de 2:10 (2:25 para mulheres), ruim.

Hipismo – os atletas devem saltar sobre 12 obstáculos (sendo dez deles com barra simples, um duplo e outro triplo) em um percurso de 350 a 400m de distância, em um tempo determinado – com dedução de pontos por penalidades. Fazer o percurso em menos de 70 segundos é muito bom. Entre 70 e 75 segundos, bom. Entre 75 e 80, regular. Acima de 80, ruim.

Evento combinado (tiro e corrida) – A pontuação acumulada nas três primeiras provas determina a ordem de largada. A corrida de 3.200m é intercalada com quatro paradas (depois de 800m cada) para o tiro, de onde o competidor deve acertar o alvo, posicionado a 10m de distância, utilizando uma pistola a laser – o atleta pode prosseguir com a corrida após acertar o alvo cinco vezes ou após 50 segundos. Vence o primeiro atleta a completar o percurso.

Um tempo abaixo de 10 minutos (abaixo de 11:50 para mulheres), é considerado muito bom. Entre 10 minutos e 10 minutos e 40 segundos (entre 11:50 e 11:55 para mulheres), bom. Entre 10 minutos e 40 segundos e 11 minutos e 10 segundos (Entre 11:55 e 12:15 para mulheres), regular. Mais: que 11 minutos e 10 segundos (12:15 para mulheres), ruim

Total geral – na somatória dos pontos, se o atleta fizer mais de 6000 pontos (5400 para mulheres), a chance de ser ouro é muito grande. Uma pontuação de 5800-6000 (5300-5400 para mulheres) deve dar uma medalha ao atleta. De 5700 a 5800 (5200-5300 para mulheres), o atleta deve ficar entre os 10 primeiros colocados. Abaixo disso, não deve medalhar. Esses números podem variar.

 

Recordes Mundiais:

Total geral

  • masculino: 6000 pontos – Nicola Benedetti (Itália) 12/4/2012
  • feminino: 5400 pontos – Lena SCHÖNEBORN (Alemanha)28/7/2011

Esgrima

  • masculino: 282 pontos, 24 vitórias e 4 derrotas Charles Fernandez (Guatemala) 19/7/2015
  • feminino: 280 pontos, 30 vitorias e 5 derrotas Xiaonan Xheng (China) e Lena SCHÖNEBORN (Alemanha)

Natação

  • masculino: 1:53.08 – 361 pontos – Logan Storie  (EUA) 1/7/2015
  • feminino: 2:06.59 321 Pontos – Elodie Clouvel (França) 27/5/2016

Evento combinado (tiro e corrida)

  • masculino: 9:41.00 – 719 pontos. Nicola Benedetti (Itália) e Riccardo de Luca (Itália) tem a mesma marca
  • feminino: 10:50.00 – 650 Pontos. Victoria Tereshuk 8/9/2011

Tiro (uma sessão de 5 tiros)

  • masculino: 5.9 segundos, Marvin Dogue (Alemanha) 20/3/2015
  • feminino:7.1 segundos, Loreto Gajardo (Chile) 18/7/2015

Recordes Olímpicos:

Geral

  • Masculino: David Svoboda (República Tcheca) – 5928. Em Londres 2012
  • Feminino: Laura Asadauskaitė (Lituânia) – 5408. Em Londres 2012

Esgrima

  • Masculino: David Svoboda (República Tcheca) – 26V–9D. Em Londres 2012
  • Feminino: Jeļena Rubļevska (Letônia) 25V-10D. Em Londres 2012

Natação

  • Amro El Geziry (Egito) – 1:55.70. Em Londres 2012
  • Sarolta Kovacs (Hungria) 2:08:11. Em Londres 2012

Evento combinado (tiro e corrida)

  • Masculino: Nicola Benedetti (Itália) – 10:16.92. Em Londres 2012
  • Feminino: Anastasiya Prokopenko (Bielorússia) – 11:06.00. Em Londres 2012

Tiro

  • Uma sessão de 5 tiros: Ondřej Polívka (República Tcheca) – 9.3 segundos. Em Londres 2012

Uma sessão de 5 tiros: Anastasiya Prokopenko (Bielorússia) – 9.0 segundos. Em Londres 2012

 

crédito das imagens: repdrução facebook dos atletas e Fedração Internacional de Pentatlo



Paulistano, 27 anos, deixou a publicidade e o marketing esportivo para ingressar no jornalismo e conseguir cobrir grandes eventos esportivos. Apaixonado por esportes olímpicos e futebol americano, sonha em estar no Rio de janeiro em 2016 para cobrir os Jogos Olímpicos in loco.