Marcelo Oliveira critica árbitro após expulsão de Fred em empate do Atlético-MG

A atuação do árbitro Rafael Traci no empate do Atlético-MG com o Figueirense em 1 a 1, neste domingo (3), pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, foi motivo de críticas do técnico Marcelo Oliveira, principalmente no lance da expulsão do atacante Fred, que segundo o juiz, deu uma cotovelada em Elicarlos, volante do time catarinense.

Márcio Donizete
Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade de TV. Foi repórter colaborador, líder de colaboradores e editor no Torcedores.com. Apresenta o Lente Esportiva ABC em lives no Facebook e Youtube.

Crédito: Crédito da foto: Bruno Cantini/CAM

VEJA MAIS
FIGUEIRENSE X ATLÉTICO-MG: ACOMPANHE COMO FOI O PLACAR ONLINE
TORCIDA DO ATLÉTICO-MG RECLAMA DE ARBITRAGEM APÓS EMPATE COM O FIGUEIRENSE

“Acabamos entrando no jogo deles. Começamos bem, mas erramos muito hoje. Depois perdemos um jogador. O árbitro marcou equivocadamente, na minha visão. Um lance que o braço bate. Depois o Figueirense conseguiu algumas jogadas. Acho que o empate foi justo”, disse Marcelo, que prosseguiu.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

“Expulsão sempre atrapalha. Jogo de futebol está muito físico. Quando sai um jogador sacrifica muito você se sustentar. Em outros lances também ele (árbitro) foi um pouco complicado”, finaliou o treinadro atleticano, dando uma pequena “alfinetada” em Traci.

Com o cartão vermelho levado em Florianópolis, Fred – que marcou o gol alvinegro diante do Figueira – não poderá enfrentar o Flamengo, domingo (10), no Mané Garrincha, pela 14ª rodada do Brasileiro. A tendência é que o reserva Carlos fique com a vaga de titular no Atlético-MG.