Torcedores – Notícias Esportivas

Rio 2016: Torcida vai decidir quem será o porta-bandeira do Brasil. Vote online!

Em uma decisão inédita nas participações do Brasil em Olimpíadas, o porta-bandeira da delegação nacional no Rio 2016 vai ser escolhido em votação popular. São três os atletas que concorrem ao posto de honra na cerimônia de abertura : o velejador Robert Scheidt, o líbero Serginho, da seleção de vôlei, e a pentatleta Yane Marques. A votação pode ser feita até o próximo domingo, dia 31 de julho.  Para votar, clique aqui: Porta-bandeira do Brasil

Sidney Pereira
Sou formado em Comunicação Social e sempre atuei com Jornalismo corporativo e Marketing. Apaixonado por esportes, com preferência para futebol, vôlei, basquete e handebol, nessa ordem. Acompanho o noticiário esportivo pela mídia tradicional/internet e procuro sempre unir duas paixões - esportes e turismo - nas minhas férias ou períodos de folga.

Crédito: Os três atletas que concorrem ao posto de porta-bandeira do Brasil

LEIA MAIS

Rio 2016 imperdível: chegou a hora de comprar o ingresso que você querial

Ídolo do vôlei conduz tocha, mas é ignorado e tem de pagar pelo símbolo olímpico

A disputa envolve três grandes nomes do esporte brasileiro. Roberto Scheidt tem cinco medalhas olímpicas e já conduziu a bandeira brasileira na abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008. Ele conquistou duas medalhas de ouro,  em Atlanta 1996 e Atenas 2004, ganhou duas de prata, em Sidney 2000 e Pequim 2008, e uma de bronze, em Londres 2012.  O líbero Serginho foi campeão olímpico em Atenas 2004, e recebeu a medalha de prata em Pequim e Londres. A pentatleta Yane Marques foi medalhista de bronze em Londres 2012.

Um dos critérios para a escolha dos três nomes, segundo o Comitê Olímpico Brasileiro, foi a de indicar atletas que não irão competir no dia seguinte à abertura do Rio 2016.  Em 2012, o escolhido foi Rodrigo Pessoa, do Hipismo.

Confira os nomes do atletas que já representaram o Brasil, como porta-bandeiras, em cerimônias olímpicas, e respectivas modalidades:

– Antuérpia1920 – Afrânio Antônio da Costa (Tiro Esportivo)
– Paris 1924 – Alfredo Gomes (Atletismo)
– Los Angeles 1932 – Antonio Pereira Lira (Atletismo)
– Berlim 1936 – Sylvio de Magalhães Padilha (Atletismo)
– Londres 1948 – Sylvio de Magalhães Padilha (Atletismo)
– Helsinque 1952 – Mario Jorge da Fonseca Hermes (Basquete)
– Melbourne 1956 – Wilson Bombarda (Basquete)
– Roma 1960 – Adhemar Ferreira da Silva (Atletismo)
– Tóquio 1964 – Wlamir Marques (Basquete)
– Cidade do México 1968 – João Gonçalves Filho (Polo Aquático)
– Munique 1972 – Luiz Cláudio Menon (Basquete)
– Montreal 1976 – João Carlos de Oliveira (Atletismo)
– Moscou 1980 – João Carlos de Oliveira (Atletismo)
– Los Angeles 1984: Eduardo Souza Ramos (Vela)
– Seul 1988 – Walter Carmona (Judô)
Barcelona 1992 – Aurélio Fernandes Miguel (Judô)
– Atlanta 1996 – Joaquim Carvalho Cruz (Atletismo)
– Sidney 2000 – Sandra Pires (Vôlei de Praia)
– Atenas 2004 – Torben Grael (Vela)
– Pequim 2008 – Robert Scheidt (Vela)
– Londres 2012 – Rodrigo Pessoa (Hipismo)

Imagem: reprodução do site – Comitê Olímpico Brasileiro