Adeus, Patón: 5 erros de Edgardo Bauza no comando do São Paulo

Com a saída de Edgardo Bauza do São Paulo (agora ele vai assumir a seleção da Argentina), fica a discussão: se ele fez ou não um bom trabalho. Confira quais foram os principais erros do técnico argentino no comando do Tricolor:

Rodrigo Nascimento
Colaborador do Torcedores.com, amante dos esportes americanos e do automobilismo.

Crédito: Crédito de imagem: Twitter Oficial do São Paulo

LEIA MAIS:
ADEUS, PATÓN: 5 ACERTOS DE EDGARDO BAUZA NO COMANDO DO SÃO PAULO
GRATIDÃO E IRRITAÇÃO: A REAÇÃO DOS SÃO-PAULINOS À SAÍDA DE BAUZA

O trabalho de Edgardo Bauza à frente do São Paulo foi questionável: enquanto parte da torcida agradece ao treinador argentino pela campanha na Libertadores (o Tricolor chegou nas semifinais da competição), outros não deixam passar em branco os números do técnico no comando do time (confira os números completos aqui). Veja os principais acertos de Patón no comando do clube do Morumbi:

Insistência com Centurion – O jogador argentino não está em grande fase. Não tem apresentado um futebol que agrade ao torcedor, e a única partida na qual o torcedor são paulino não o criticou, foi na goleada diante do Toluca, pela Libertadores, quando o jogador fez dois gols. Com certeza, foi o jogador (ao lado de Denis, claro) mais questionado durante a passagem de Patón.

Wesley na ponta direita – Outro atleta que a fase não é das melhores. Wesley fez algumas boas partidas jogando como volante, mas muitas vezes, Patón optou em utilizar o atleta na ponta direita, ou como meia no lugar de Paulo Henrique Ganso. Foram opções do treinador que muitos são paulino contestaram.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Saída de Rogério – O atacante Rogério era um dos poucos atletas que a torcida são paulina não criticava. Mas apesar da simpatia que vinha das arquibancadas, o atacante não era bem visto pelo técnico argentino, que chegou a fazer algumas criticas abertamente ao jogador. Inclusive, para Patón, Rogério era substituto de Ganso, e não teve muitas oportunidades com o treinador. Por isso, o atacante resolveu ir para o Sport.

Campanha fora de casa – Foi uma das fraquezas do São Paulo nesta temporada, sob o comando de Bauza. O Tricolor fez 25 partidas fora de casa com Patón comandando a equipe: 2 vitórias, 11 empates e 12 derrotas. No Campeonato Paulista e na Libertadores, o Tricolor não venceu como visitante nenhuma vez.

Erro na semifinal da Libertadores – Patón afirmou durante a pausa da Libertadores que iria poupar a equipe titular, para evitar lesões. Não deu muito certo: Ganso se lesionou um pouco antes da partida contra o Atlético Nacional. Durante a primeira partida no Morumbi, após a expulsão de Maicon e faltando menos da metade da etapa final para o término do jogo, Bauza preferiu não remontar a dupla de zaga, querendo fazer pelo menos um gol. A ousadia custou caro: o time colombiano fez dois gols e saiu vitorioso do Morumbi, praticamente assegurando a vaga para a final da Libertadores.