Torcedores – Notícias Esportivas

Rio 2016: ajuda para torcer nas provas da espada masculina da esgrima

Hoje, na esgrima, ocorrem as provas da espada no masculino. Saiba aqui quem são os brasileiros que competem, os favoritos para ganhar medalhas e como funciona a disputa. As eliminatórias das provas começam a partir das 9hs da manhã do horário de Brasília e as finais começam a partir das 16hs

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: crédito: reprodução facebook

LEIA MAIS: GUIA TORCEDORES.COM ESGRIMA

 

ESPADA MASCULINA INDIVIDUAL

HISTÓRICO: a espada masculina é a prova mais “recente” dentre as três do programa olímpico. Entrou no programa na segunda edição dos jogos, em 1900, quatro anos depois do sabre e do florete. Assim como nas outras categorias, os países da Europa Central dominam as medalhas. Para se ter uma ideia, das 78 medalhas entregues até hoje, apenas 26 não foram para países do centro europeu. A Itália lidera com 7 ouros, seguida pela França, com 5.Hoje em dia, se destacam também Rússia, Cuba, Coreia do Sul, Espanha e para a Venezuela, que conseguiu a primeira medalha olímpica da esgrima para a América do Sul em mais de 100 anos de disputas ao vencer quatro anos atrás, nos Jogos de Londres.

 

QUEM CHEGA FORTE AO RIO:

Em qualquer prova da esgrima, fique atento sempre aos atletas da França e da Itália, maiores potências do esporte. Na espada, o francês Gauthier Gruimier (foto) é o líder do ranking em 2016, seguido de perto pelo italiano Enrico Garozzo. O atleta da Hungria chega ao Rio com a faixa de campeão mundial . Fique atento ainda em Coreia do Sul, Rússia, Suíça e Estônia.

esgrima gauthier

MELHORES RESULTADOS NO ÚLTIMO CICLO OLÍMPICO DOS PRINCIAIS PARTICIPANTES:

Gauthier Grumier (França) – Líder do ranking mundial em 2016, vice-campeão mundial em 2015 e terceiro colocado em 2014.

Enrico Garozzo (Itália) – vice-líder do ranking mundial em 2016. Terceiro colocado no mundial 2015

Geza Imre (Hungria) – campeão mundial em 2015

Bogdan Niksin (Ucrânia) –  quarto colocado no ranking mundial 2016

Yannick Borel (França) – Quinto colocado no ranking mundial 2016

Daniel Jerent (França) – sexto colocado do ranking mundial 2016

Ruben Limardo (Venezuela) vice-campeão mundial em 2013 e campeão olímpico

Park Kyoung-doo (Coreia do Sul) – vice-campeão mundial 2014

Jung Seung-hwa (Coreia do Sul) – terceiro colocado no mundial 2015

Nikolai Novosjolov-(Estônia) –  campeão mundial em 2013

Pavel Sukhov (Rússia) –  terceiro colocado no mundial  2013

Fabian Kauter (Suiça) – terceiro colocado no mundial 2013

 

QUEM REPRESENTA O BRASIL?

3 brasileiros representam o país na espada masculina, todos classificados através das cotas para o país-sede. O melhor ranqueado é o paranaense Athos Schwantes, 65º do ranking mundial. Guilherme Melaragno (111º no ranking) e Nicolas Ferreira ( 132º do mundo) também disputam. As chances são baixas, entretanto. É possível que vençam a primeira luta, mas a partir daí, fica difícil para os brasileiros. Chegar entre os 16 melhores será um grande resultado.  As chances de medalha são baixas.

crédito: reprodução facebook

crédito: reprodução facebook

 

PALPITE DO GUIA:

ouro: Enrico Garozzo (Itália)

prata: Bogdan Nishkin (Ucrânia)

bronze Geza Inre (Hungria)