Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Clubes alemães querem artilheiro olímpico do Arsenal, diz imprensa

O atacante Serge Gnabry, de 21 anos, do Arsenal e um dos artilheiros da Alemanha nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, despertou o interesse de clubes de seu país após suas atuações em terras brasileiras. De acordo com informações do Allgemeine Zeitung, o jogador estaria no radar do Mainz 05, Hertha Berlin e RB Leipzig.

Luiz Felipe Longo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Foto: Reprodução/Facebook Serge Gnabry

LEIA MAIS:
RENATO SANCHES AINDA NÃO TEM CONDIÇÕES DE ESTREAR PELO BAYERN DE MUNIQUE 

As três agremiações interessadas no futebol de Gnabry estariam buscando o empréstimo do atleta até o final dessa temporada para disputa do Campeonato Alemão, que começa neste fim de semana. No entanto, o técnico do Arsenal, Arséne Wenger, gostaria da permanência do jovem em Londres, para poder aproveitá-lo futuramente nas partidas do Campeonato Inglês.

Gnabry foi artilheiro dos Jogos Olímpicos ao lado de seu companheiro de seleção, Petersen, com seis gols cada um. Ainda segundo a publicação alemã, o atacante seria apontado no Mainz 05 como o nome ideal para suprir as ausências de Jairo Samperio e Jhon Córdoba, lesionados neste início de temporada.

Filho de mãe alemã com pai marfinense, Gnabry começou logo aos dez anos pelo Stuttgart, único clube da Alemanha que defendeu até hoje. No entanto, desde cedo despertou interesse de grandes clubes e, em julho de 2012, foi contratado pelo Arsenal, que desembolsou 100 mil libras como compensação financeira à agremiação formadora. Acabou emprestado para o West Bromwich na temporada passada e agora retorna aos Gunners.

Sem grandes contratações para esta temporada no Campeonato Inglês, os torcedores do Arsenal estariam bastante incomodados com o comportamento do técnico Arséne Wenger ao não investir em nomes de peso para que o clube de Londres, capital da Inglaterra, sempre apostando nos mesmos jogadores e em jovens atletas, como é o caso de Gnabry, que ganhou mais experiência com a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.