Marcelo Oliveira repercute empate do Atlético-MG com a Ponte Preta

O Atlético-MG repercutiu o empate com a Ponte Preta, na quarta-feira (24) pela primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil. O placar de 1 a 1 no Mineirão não era esperado pelos torcedores, que queriam vitória do Galo. Coube ao técnico Marcelo Oliveira explicar o resultado em casa.

Márcio Donizete
Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade de TV. Foi repórter colaborador, líder de colaboradores e editor no Torcedores.com. Apresenta o Lente Esportiva ABC em lives no Facebook e Youtube.

Crédito: Crédito da foto: Bruno Cantini/CAM

VEJA MAIS
NOTÍCIAS DO ATLÉTICO-MG QUE VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER HOJE

“Em relação ao jogo, claro que a gente esperava ganhar em casa. A Copa do Brasil é uma competição diferente e é importante ganhar sem levar gol. Infelizmente, levamos o gol no primeiro tempo, quando, em um descuido, a gente deixou o jogador em condição”, disse o treinador.

“Mas houve uma reação boa, tentamos, forçamos o jogo, a Ponte é um time bem armado e veio com o propósito de nos dificultar bastante. Mesmo assim, a gente criou algumas chances e, no segundo tempo, houve uma reação”, emendou Oliveira, que ressaltou o poder de reação da equipe alvinegra.

“A equipe voltou melhor para o segundo tempo e, quando tinha o controle do jogo, empatou e estava melhor para buscar a vitória, teve o problema do Rafael Carioca (que saiu lesionado) e dificultou mais. Mas os atletas se entregaram muito, com um a menos. Falhamos na hora do gol e o gol mudou o rumo do jogo naquele momento”, finalizou o comandante do Atlético-MG.

Agora, o time precisa de uma vitória simples no duelo de volta, no Moisés Lucarelli, ou uma igualdade superior a um gol.