Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Fabiana Murer revela hérnia e faz fisioterapia às vésperas do Rio 2016

Às vésperas dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a saltadora Fabiana Murer, uma das grandes esperanças de medalha para o Brasil, deu uma notícia preocupante aos fãs. Em sua página pessoal no Facebook, ela revelou, nesta terça-feira, que está sofrendo com uma hérnia de disco cervical. No final de julho, na etapa de Londres da Liga de Diamante, a atleta desistiu de participar alegando um torcicolo antes da competição.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Getty Images

LEIA TAMBÉM:
Medo do zika? Andy Murray minimiza: “tem mosquito até em Miami”

“Assim que cheguei ao Brasil, fiz uma ressonância magnética e levei um susto com o resultado”, contou Fabiana. A saltadora, todavia, repetiu que segue escalada mesmo assim para defender o Brasil no Rio. “O meu médico me tranquilizou e disse que eu poderia me recuperar a tempo para competir nas Olimpíadas”, completou.

Fabiana explicou que vem fazendo um trabalho de fisioterapia duas vezes ao dia para ter condições de competir nas Olimpíadas. “Já fiz até um treino de salto completo. Estou evoluindo rapidamente e estou me dedicando ao máximo para chegar 100% nas Olimpíadas”, contou a atleta, tentando tranquilizar a todos.

As competições de salto com vara nos Jogos do Rio começam no dia 16 de agosto, no Estádio Olímpico, o Engenhão. Fabiana tenta o grande momento de sua carreira na competição em casa, já que, nas edições de Pequim-2008 e Londres-2012, as lembranças não são boas. Na China, a brasileira sofreu com o sumiço de uma de suas varas e, quatro anos depois, não conseguiu de adaptar ao vento no dia da prova e também ficou sem medalha.

Em 2016, Fabiana tem a segunda melhor marca mundial, com 4,87m, ficando atrás somente da americana Sandi Morris, que tem 4,92m.

Rio 2016

Os Jogos Olímpicos de 2016 começam no próximo dia 5 de agosto e terão cobertura completa do Torcedores.com. O evento chega pela primeira vez na história a um país da América do Sul. Nossa equipe de redatores e colaboradores vai acompanhar de perto cada detalhe das Olimpíadas, traduzindo todas as emoções em matérias especiais, lives no Facebook e Versy, reportagens e textos de serviço para auxiliar quem vai assistir aos Jogos nas arenas, ou no conforto de casa.