Olimpíada: Joanna Maranhão é massacrada em rede social e diz que irá à Justiça

Após os resultados nas provas de 400m e 200m medley nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Joanna Maranhão fez uma publicação de agradecimento em seu Facebook. Na rede social, a nadadora agradeceu pela evolução de seus resultados (15º e 18º lugar, respectivamente) e por sua quarta participação em olimpíada. Porém, a natural de Recife recebeu uma enxurrada de críticas e ofensas duras. Pouco depois, Joanna declarou que irá à Justiça contra os ofensores.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Crédito da Foto: COB


LEIA MAIS:
IMAGENS FORTES: GINASTA FRANCÊS SOFRE FRATURA EXPOSTA E SAI DE MACA

A onda de ódio começou após um post de agradecimento feito pela própria Joanna Maranhão na segunda-feira, dia 08. “Eu não estarei na final, terminei em 15, mas meu Deus como eu te agradeço por ter me guiado de volta às piscinas, como eu te agradeço por ter me dado forças a continuar a nadar os 400 medley. O que eu vivi hoje, eu jamais esquecerei e eu não consigo expressar em palavras”, dizia um trecho.

A nadadora não esperava pelos comentários ofensivos e preconceituosos em sua página, especialmente por sua opinião política. Joanna sempre se declarou contra figuras políticas como Marco Feliciano e Jair Bolsonaro, por exemplo. Confira abaixo a publicação e os comentários ofensivos:

Ofensas homofóbicas e de caráter político à nadadora Joanna Maranhão. Reprodução

Ofensas homofóbicas e de caráter político à nadadora Joanna Maranhão. Reprodução

Em resposta, Joanna publicou um texto dizendo que seu advogado coletou nomes, dados e cpf dos agressores, dando a causa como ganha. Declarou ainda que todo o recurso financeiro recebido nas ações será revertido ao combate à pedofilia. LEIA A DECLARAÇÃO COMPLETA:

“A todos os perfis verdadeiros que vieram até aqui denegrir, ofender e xingar: muito obrigada! Fiquei em silêncio permitindo que vocês se sentissem a vontade enquanto o advogado coletava nome, dados e cpf de cada um. A partir da próxima semana estaremos entrando com ação na justiça, com todas as provas (inclusive cobertura da imprensa), trata-se de uma causa ganha e com esse dinheiro estaremos potencializando as ações da ONG infância livre. Sendo assim: muito obrigada! O ódio de vocês será revertido para uma boa causa; combate à pedofilia.”