Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Boxe: Técnico do Brasil se irrita e ‘corrige’ repórter do SporTV após derrota de Adriana Araújo

Bronze nas Olimpíadas de Londres, em 2012, a boxeadora brasileira Adriana Araújo era uma das esperanças de medalha para o Brasil na modalidade nos Jogos do Rio. Só que, nesta sexta-feira, a baiana de 34 anos foi surpreendida logo na estreia da categoria peso-galo feminino (até 60kg) pela finlandesa Mira Potkonen por decisão dividida dos juízes e está fora da competição.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Felippe Saccab/Divulgação

LEIA TAMBÉM:
Olimpíadas: 5 motivos para acreditar na vitória de Bellucci sobre Nadal no tênis
Mayra Aguiar cai no funk em show de Preta Gil após conquista bronze na Olimpíada
Piada ‘pornô’ de narrador do SporTV vaza ao vivo durante transmissão do judô, veja

A derrota de Adriana causou frustração não só para a própria lutadora, mas também para o comentarista do SporTV, Acelino “Popó” Freitas, que acreditava em uma decisão a favor da brasileira. O técnico da seleção, Cláudio Aires, comentou o resultado para a emissora e deu uma “dura” no repórter Rodrigo Albornoz.

O jornalista do SporTV fez a entrada ao vivo dizendo que “o técnico brasileiro não concordava muito com a decisão dos árbitros”, fala que logo foi corrigida por Aires no ar. “Eu não disse isso (que discordava dos juízes). Eu disse que foi uma luta muito parelha, equilibrada e que os juízes escolheram a melhor. Eles tomaram a decisão deles, se dessem para qualquer lado, estava bom”, corrigiu o treinador.

“Ela (Adriana) treinou bem, estava bem, é uma menina experiente, medalhista. Sabemos que os outros países também estão treinados. Não foi nenhuma surpresa ver outros países competindo de igual para igual com a gente”, completou Aires.

Há quatro anos, Adriana Araújo fez história e se tornou a primeira mulher brasileira a conquistar uma medalha olímpica no boxe, justamente na estreia feminina da modalidade nos Jogos.