Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Opinião: Bernardinho faz história no vôlei mundial

Recém-completados 3 dias do tricampeonato olímpico, Bernardo Rezende celebra não apenas uma conquista, mas, um legado com vários títulos, uma carreira irreparável. Motivo de orgulho e referência, ‘Bernardinho’, como é conhecido, é um verdadeiro conciliador de ego, um disciplinador, e ‘paizão’, em várias situações. O ultimo quesito por sua vez, vale toda reverencia, soube lidar com maestria e sensibilidade cada partida, como uma verdadeira decisão. A Olimpíada foi uma amostra disso; evitar as críticas sobre os mais novos, trazendo toda confiança elevando a equipe.

Artur de Figueiredo
Jornalista/ Especialista em Comunicação- Com mais de 10 anos de experiência com atuações em diversas plataformas. Desde a graduação venho atuando, como colaborador de diversas mídias. Em 2008, comecei a escrever para o maior portal de Rock e Heavy Metal do país, o Whiplash.net. No mesmo período, me ingressei como apoiador da cena cultural, artística, em especial, de São Paulo e região metropolitana, estive na redação do Stay Heavy. Posteriormente, tive a oportunidade de escrever também como colaborador da maior revista segmentada de Heavy Metal e Classic Rock, a Roadie Crew. Já na área esportiva, como jornalista de esporte Olímpico, tive o privilégio de atuar diretamente nas reportagens, comentários, sendo setorista de Sada Cruzeiro, Sesi São Paulo e Pinheiros, com foco sempre no voleibol. Redator e repórter do site mineiro: Virtuai.com, além do Portal Torcedores.com. No rádio, atuei como comentarista da Metropolitana AM 1070 e Garota FM 87.5. Atualmente, sou colaborador da rádio Poliesportiva. Continuo de forma ativa, buscando conteúdo exclusivo de qualidade, para todos amantes do esporte, contribuindo com informação de relevância para as demais plataformas. Finalizando, atuei como Assessor de Imprensa do clube União Mogi Futebol Clube e colunista do jornal Gazeta Regional. Sempre em busca de novos desafios, aberto ao crescimento, ao desenvolvimento profissional, especialmente, o crescimento humano, em cada área almejada.

A vitória sobre a Itália no último domingo, só confirmou o status de excelência do treinador. Mesmo sob questionamentos em supostas convocações, que muitas vezes, ‘deixava uma pulga atrás da orelha’, se mostrava por outro lado, uma filosofia. A permanência de vários atletas rechaçava a ideia da ‘família Bernardinho’, mas sempre sob uma proposta, ideia formalizada.

Talvez o maior motivo de todos os resmungões, a insistência do filho Bruno, como titular na seleção, inclusive de quem vos escreve. Bernardinho soube lidar com os bons e maus momentos, como um verdadeiro psicólogo catalisou o melhor de cada grupo, aliando à técnica, parte física, mental, e principalmente, a união do grupo, como fundamental e divisor de águas, em mais uma conquista.

A sala de troféus que pesa como verdadeiro chumbo, toneladas sobre o pescoço de um líder nato, que divide o prêmio, sucesso, competência, com uma comissão técnica e atletas, de alto nível. Rubinho (coordenador técnico) e braço direito, em uma aliança de anos. Filosofia que existe também no banco de reservas. Ligas Mundiais, Olimpíadas, Copa do Mundo, Sul-americano (clubes) e pela (seleção), Superligas, campeonatos estaduais, etc, etc…

A pergunta que não quer calar; Bernardo estaria se desligando da seleção? A resposta que todos querem ouvir, mas com uma torcida para que ele fique. A longa trajetória que por sua vez passa por desgastes, o que é muito comum. Mas, que acentua o poderio de um técnico, treinador, pai e acima de tudo, líder, com o carisma e respeito que perpetuam e contextualizam o verdadeiro conceito da palavra ‘competência’.