Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Rio 2016: responsável por acender a pira olímpica já foi escolhido, diz site

Um dos principais mistérios desta sexta-feira (5) é quem vai acender a pira olímpica para a abertura oficial das Olimpíadas do Rio 2016. E o responsável por esse grande momento já foi escolhido, segundo matéria publicada pelo portal UOL no fim da tarde. Trata-se de Gustavo Kuerten, o Guga, de 39 anos, considerado o maior nome do tênis do Brasil na história.

Márcio Donizete
Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade de TV. Foi repórter colaborador, líder de colaboradores e editor no Torcedores.com. Apresenta o Lente Esportiva ABC em lives no Facebook e Youtube.

Crédito: Crédito da foto: Divulgação/Rio 2016

VEJA MAIS
RIO 2016: BRASILEIROS MOSTRAM OTIMISMO COM DESEMPENHO DO PAÍS NAS OLIMPÍADAS
INGRID OLIVEIRA QUER MUDAR IMAGEM DE MUSA NO RIO 2016: “NÃO É CONCURSO DE BELEZA”
MEU PALPITE OLÍMPICO: BRASIL NO RIO 2016 GANHA 6 OUROS, 4 PRATAS E 5 BRONZES

De acordo com o site, Guga teve de resolver imbróglios com patrocinadores para que pudesse aceitar o convite para o acendimento, que será ao fim da cerimônia de pontapé inicial dos Jogos Olímpicos. A mãe do ex-tenista teve de ser chamada às pressas pela organização para acompanhar o filho no evento.

Inicialmente, Pelé acenderia a pira, porém, recusou o convite na manhã desta sexta, alegando problemas de saúde. Com isso, os organizadores precisaram fechar com outro nome rapidamente e chegaram ao de Kuerten, campeão em Roland Garros em 1997, 2000 e 2001. Entretanto, o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) não confirmou ainda quem vai acender o símbolo olímpico.

Além dele, a meio-campista Marta, da seleção feminina de futebol, e o ex-velejador Torben Grael terão destaque na cerimônia.

Nota da redação: Diferentemente divulgado pela UOL, quem acendeu a pira olímpica foi Vanderlei Cordeiro de Lima, maratonista medalha de bronze em Atenas 2004. Segundo o Comitê, quem já tivesse carregado a tocha olímpica anteriormente seria excluído automaticamente do acendimento (Vanderlei carregou-a em Brasília), porém a história de espírito olímpico do ex-atleta, de 47 anos, falaram mais alto e ele acabou escolhido para a honraria.

* Atualizado às 0h