Saiba o resultado dos nadadores do Corinthians nos Jogos Olímpicos do Rio

O Corinthians encerrou na última sexta-feira (12) sua participação dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Com a participação de cinco nadadores, maior equipe olímpica de natação da história do clube, a melhor colocação do Timão nas piscinas do Estádio Aquático Olímpico, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, veio com o nadador Felipe França, que alcançou o sétimo lugar na final dos 100m peito. 

Péterson Neves
Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale. Contato: petersongneves@gmail.com

Crédito: Crédito da Foto: Divulgação/Corinthians

LEIA MAIS
CÁSSIO REBATE CRÍTICAS DO GOLEIRO RUBINHO: “NÃO SABE DA MINHA HISTÓRIA”
GABRIEL VASCONCELOS APARECE NO BID E JÁ PODE VOLTAR A JOGAR PELO CORINTHIANS
ANDRÉS REPROVA PEDIDOS POR ATACANTE NO CORINTHIANS: “TEM ATÉ DEMAIS. O QUE PRECISA É FAZER GOL”

A equipe do alvinegra na Rio-2016 contava com as presenças dos nadadores Leonardo de Deus (200m borboleta e costas), Brandonn Almeida (400m medley e 1500m livre), Felipe França (100m peito), Thiago Simon (200m peito) e Natalia de Luccas (4x100m medley feminino).

RESULTADOS DE CADA NADADOR NA RIO-2016

Em sua primeira Olimpíada, o nadador Brandonn Almeida se classificou para a disputa dos 400m medley e dos 1.500m livre no Rio 2016. Nos 400m medley, o nadador terminou a participação dele com o 29º melhor tempo com 4min17s25. Já nos 1.500m livre, em que Brandonn é o dono do recorde brasileiro de 15m11s70, o nadador fez o tempo de 15min14s73 e não conseguiu vaga na decisão.

“Não foi o tempo que eu gostaria de fazer. Não vou dizer que eu saio feliz, mas esse pode ter sido um fator para que eu treine mais e cresça no futuro. Vi que ainda preciso fazer algumas coisas para me aproximar dos melhores, e isso pode me servir como estímulo”, ponderou em entrevista ao SporTV.

Crédito da Foto: Satiro Sodré

Crédito da Foto: Satiro Sodré

O nadador Leonardo de Deus se classificou para duas provas nos Jogos Olímpicos: os 200m borboleta e os 200m costas. Em ambas, Léo se garantiu nas semifinais. Nos 200m borboleta, o atleta terminou como o 13º melhor com o tempo de 1min56s77 . Já nos 200m costas, Léo ficou com a marca de 1min57s67, também em 13º.

“Saio contente com o resultado, esperava o tempo abaixo do que fiz nas eliminatórias. O horário da prova foi um pouco tarde. Mas saio feliz com o meu desempenho. Tudo isso me motiva a treinar mais e querer sempre melhorar”, disse em entrevista ao SporTV logo após a prova.

leo de deus

Crédito da Foto: Satiro Sodré

Felipe França foi o atleta do Timão com melhor desempenho nos Jogos Olímpicos. O nadador conquistou a sexta posição nas semifinais nos 100m peito e na grande final e na grande final terminou a prova na sétima colocação com o tempo de 59s38.

“Estou muito satisfeito, o desempenho aqui no Rio foi totalmente diferente de Londres. O crescimento, o amadurecimento. É bem difícil conquistar a medalha, os tempos dos adversários estavam fortes. Eu também estava forte, mas conquistou a medalha quem teve a melhor estratégia. Creio que ainda tenho uma gordurinha, não só física, mas também de treinos para tirar, e chegar na minha melhor forma física, mental e técnica. Eu estava muito mais tranquilo do que ontem (na semifinal), sai muito melhor, com a sensação de dever cumprido”, disse à AFP.

Crédito da Foto: Satiro Sodré

Crédito da Foto: Satiro Sodré

Thiago Simon foi o quarto nadador do Corinthians a estrear nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Ele disputou a quinta – e última – bateria dos 200m peito e, com o tempo de 2min15s01, não conseguiu garantir uma vaga nas semifinais.

Crédito da Foto: Satiro Sodré

Crédito da Foto: Satiro Sodré

Única mulher da natação alvinegra nos Jogos do Rio, Natalia de Luccas disputou as eliminatórias do revezamento 4×100 medley. Ao lado de outras nadadoras brasileiras, Natalia se despediu da competição após 13º lugar com o tempo de 4min02s52.

Crédito da Foto: Satiro Sodré

Crédito da Foto: Satiro Sodré

Ao todo, o Timão foi representado em sete provas na competição.