“Impossível de descrever” diz Torben Grael após ouro da filha na vela

A dupla de velejadoras do Brasil Martine Grael e Kahena Kunze, garantiram o ouro na tarde desta quinta-feira (18), na Baía de Guanabara, na Rio 2016 na categoria 49er FX da vela.

Viviane Tavares
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Instagram

LEIA MAIS: OLIMPÍADAS: FAMÍLIA GRAEL CONQUISTA A OITAVA MEDALHA OLÍMPICA NA VELA

CONHEÇA MARTINE GRAEL E KAHENA KUNZE, AS MENINAS DE OURO DA VELA

O pai de Martine, o também velejador Torben Grael, viveu uma experiência maior do que as cinco medalhas olímpicas que conquistou durante sua carreira, segundo ele mesmo.

Torben é o atual coordenador da equipe brasileira no esporte e teve a alegria de ver sua filha no lugar mais alto do pódio. O pai da campeã conversou com o site da Época do Grupo Globo.com, e respondeu as comparações de seus feitos com o da filha.

“Até serve de incentivo para ela, mas está pronta para seguir sua própria história.” Alegando que não há motivos para comparar as carreiras.

Questionado sobre o tempo que a filha demoraria para chegar ao seu desempenho não exitou em elogiar a herdeira “Ela já me passou. Ganhei o primeiro ouro olímpico bem depois dela. Martine já ganhou título de velejadora do ano, já tem título mundial, tudo antes de mim” Derreteu-se.

O velejador esteve próximo o tempo todo e acompanhou de perto a cerimônia da entrega de medalha “Impossível de descrever”, falou quando perguntado sobre o que havia sentindo naquele momento.

Em entrevista a Rede Globo, o pai coruja não pensou duas vezes para responder quando questionado sobre qual medalha era mais importante: “A dela” garantindo que não se compara a emoção de ver a filha com o ouro, às suas cinco medalhas conquistadas em Olimpíadas.