Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Após sete etapas disputadas, veja como está a briga pelo título mundial

Depois de quase seis meses, o Circuito Mundial de surfe já passou pelas belas praias da Austrália, Rio de Janeiro, Fiji, África do Sul e mais recentemente pelo Taiti. Com apenas quatro etapas restantes, o World Championship Tour 2016 vai se afunilando entre John John Florence, Matt Wilkinson e Gabriel Medina. Confira quem está mais perto do título e quem corre por fora.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Atual líder do ranking, John John levou o título do Oi Rio Pro em maio. Crédito: WSL / Kelly Cestari

LEIA MAIS:
No melhor estilo anos 90, Slater tem desempenho histórico e fatura o 2016 Billabong Pro Tahiti

Vice-campeão do Billabong Pro Tahiti no último mês, John John iniciou mal o ano com dois 13º lugares, porém foi o campeão nas águas da Barra da Tijuca e atualmente lidera o ranking com 39.900 pontos. Além da somatória, o havaiano é considerado o principal favorito neste ano pela qualidade técnica de seu surfe e é o maior concorrente de Medina.

Na segunda colocação quem aparece é o azarão Matt Wilkinson com a somatória de 36.000. O australiano estava muito longe de ser um dos favoritos no início do ano, porém com vitórias nas duas primeiras etapas e um ótimo desempenho em Fiji, ele liderava a disputa até ser destronado em Teahupo’o. Muitos apontam que ele não se recuperará e não incomodará mais os líderes, porém pouquíssimos imaginavam que ele estaria em segundo nesta altura do Tour e olha ele aí desafiando os prognósticos.

Na sequência da briga pelo título mundial vem o melhor brasileiro em 2016, Gabriel Medina acumula 35.700 pontos e está mais do que vivo na disputa. Gabriel teve um início de ano instável com dois 13º lugares e um 9º, porém desde o Oi Rio Pro, o surfista só acumula resultados no top 5 – venceu em Fiji, ficou em terceiro no Brasil e no Taiti, além do quinto lugar na África do Sul.

Um pouco descolado deste trio temos Adrian Buchan (26.200), Julian Wilson e Jordy Smith (empatados com 25.200). Depois de Medina o melhor brasileiro é o atual campeão mundial Adriano de Souza (24.900), Mineirinho tem a terceira posição na etapa do Rio como melhor resultado. Atrás de todos eles, porém com qualidade suficiente para brigar pelo título e cheio de moral depois da épica vitória no Billabong Pro Tahiti, Kelly Slater soma 24.450 e está em 8º; olho nele.

A próxima parada do Tour será nas ondas de Trestles, na Califórnia, com previsão de início na próxima quarta-feira (7). O atual vencedor é o australiano Mick Fanning.

 

Confira como está a briga pelo título do Circuito Mundial de Surfe 2016 após sete etapas:

Confira a classificação atualizada do ranking mundial depois de sete etapas:
1 John John Florence (HAV) 39.900
2 Matt Wilkinson (AUS) 36.000
3 Gabriel Medina (BRA) 35.700
4 Adrian Buchan (AUS) 26.200
5 Julian Wilson (AUS) 25.200
5 Jordy Smith (AFR) 25.200
7 Adriano de Souza (BRA) 24.900
8 Kelly Slater (EUA) 24.450
9 Italo Ferreira (BRA) 24.000
10 Mick Fanning (AUS) 23.450
11 Kolohe Andino (EUA) 21.650
12 Sebastian Zietz (HAV) 21.500
13 Michel Bourez (PLF) 21.200
14 Josh Kerr (AUS) 20.200
14 Joel Parkinson (AUS) 20.200
16 Caio Ibelli (BRA) 19.950
17 Filipe Toledo (BRA) 18.950
18 Wiggolly Dantas (BRA) 18.900
19 Nat Young (EUA) 16.650
20 Dusty Payne (HAV) 14.950
21 Kanoa Igarashi (EUA) 14.500
22 Miguel Pupo (BRA) 13.200
22 Adam Melling (AUS) 13.2000
24 Conner Coffin (USA) 12.950
24 Davey Cathels (AUS) 12.950
26 Alejo Muniz (BRA) 12.000
26 Stuart Kennedy (AUS) 12.000
28 Jadson André (BRA) 11.750
29 Jack Freestone (AUS) 11.000
30 Jeremy Flores (FRA) 8.500
30 Matt Banting (AUS) 8.500
Próximos brasileiros
37 Bruno Santos (BRA) 5.200
38 Alex Ribeiro (BRA) 4.750
42 Marco Fernandez (BRA) 1.750
42 Deivid Silva (BRA) 1.750
42 Lucas Silveira (BRA) 1.750