Botafogo firma termo para utilizar ‘CAIXA’, contrato pelo master ainda não foi assinado; entenda

Nesta terça-feira (20), o Botafogo firmou um termo de uso de marca com a Caixa Econômica Federal, o que permite com que o clube carioca utilize a marca do banco em seu uniforme nos próximos jogos. Porém, o contrato definitivo pelo patrocínio master ainda não foi assinado.

Nagila Luz
Nagila Luz (22) é jornalista formada pela UNITAU.

A parceria foi acertada em Brasília, o mandatário do Glorioso, Carlos Eduardo Pereira, esteve na presença do presidente da República em exercício, o deputado Rodrigo Maia e o presidente da CAIXA, Gilberto Occhi.

A licença para utilizar a marca do banco vai permitir com que o Fogão possa estampar o nome do banco apesar do contrato definitivo não ter sido assinado.  A parceria, porém, está adianta, os valores negociados devem ser de cerca de R$ 12 milhões entre os meses de janeiro a dezembro de 2017.

Para conseguir oficializar o patrocínio, o Botafogo precisa apresentar duas certidões negativas de débito (CNDs), uma municipal e outra trabalhista. Como garantia, o Fogão pode utilizar um imóvel (Shopping Casa & Gourmet) de R$ 34 milhões (valor da dívida municipal), na Justiça do Trabalho, o alvinegro precisa resolver algumas pendências contra a instituição.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Além do Botafogo, o Fluminense também acertou o termo de uso com a CAIXA, porém, diferente do rival o clube já possui e já entregou as CNDs, alguns detalhes em relação ao contrato oferecido ainda estão sendo discutidos.