GUIA NFL 2016: Cleveland Browns

A partir desta quinta-feira (08/09), começa a nova temporada da NFL. São 32 times separados em duas divisões na briga pelo tão desejado título do Superbowl. O Torcedores.com preparou um guia completo falando um pouco mais dos 32 times. Você saberá o que mudou em relação ao ano passado, quem saiu, quem chegou e as expectativas de cada time para a temporada. Neste texto, falaremos um pouco sobre o Cleveland Browns. Confira.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

LEIA MAIS:
GUIA NFL 2016 – ANÁLISE DOS 32 TIMES

 

Por Rafael Freitas e Caio Lisoni

 

Cleveland Browns

Fundação: 1946

Titulos de Superbowl: 0

Rivais de divisão: Baltimore Ravens, Cincinnati Bengals, Pittsburgh Steelers

 

Como foi em 2015?

Outra temporada horrorosa do time. Mais uma vez, a inconstância e instabilidade foram as marcas do Cleveland Browns durante o ano de 2015. O quarterback Johnny Manziel chamou mais atenção fora dos gramados do que por seus feitos dentro de campo e absolutamente nada funcionou para o time que venceu apenas 3 dos 16 jogos no ano, sendo o pior da NFL.

 

O que funcionou em 2015/o que não funcionou em 2015?

Poucas coisas funcionaram para o pior time da NFL em 2015. Ataque e defesa estiveram na lista dos 3 piores da liga  A instabilidade na posição de quarterback titular foi a característica da franquia durante todo o ano. Os Browns tiveram 3 jogadores iniciando partidas na posição: Josh McCown,Johnny Manziel e Austin Davis, e nenhum deles se firmou na posição. A linha ofensiva cedeu inacreditáveis 53 sacks. O tight end Garry Barnidge (foto) foi principal nome da equipe recebendo para mais de 1000 jardas e 9 touchdowns durante a temporada. O wide receiver Travis Benjamin foi outro que deu poucos motivos de sorrisos ao torcedor dos Browns.

 garry barnidge

Quem saiu e quem chegou para 2016?

O Cleveland Browns teria a segunda escolha do draft em 2016 mas sabiamente a trocou com o Philadelphia Eagles. Com isso, ganhou uma série de novas escolhas e pode selecionar 14 jogadores que não trarão impacto imediato ao time, mas sim para o futuro. Para a posição preocupante de quarterback, o time trouxe um jogador que já teve um futuro promissor, mas que constantemente tem lutado com problemas de lesão: Robert Griffin III, ex Washington Redskins, tenta redescobrir o caminho de sucesso com os Browns. O time perdeu alguns de seus poucos jogadores de talento: o center Alex Mack, o cornerback Tashuan Gipson e o linebacker Karlos Dansby, um dos líderes da fraca defesa do time. Para os seus lugar, chega Demario Davis, do New York Jets.

 

O que esperar em 2016?

A reformulação será a marca da franquia para 2016. O novo treinador Hue Jackson prega a serenidade e o fim da bagunça nos vestiários dos tempos de Manziel. Hue Jackson foi um dos pilares de sucesso do bom time do Cincinnati Bengals, que nos últimos 5 anos consecutivos, conseguiu chegar aos playoffs com um dos melhores ataques da NFL. RG III será o pilar desta reformulação e busca retomar o sucesso na carreira. Hue Jackson ainda terá boas peças para o futuro que vieram no draft, dentre elas o wide receiver Corey Coleman. Ao lado do bom running back Isiah Crowell e com um RGIII em forma e apresentando bom jogo, o time tende a ir melhor do que no ano passado, mas não deverá brigar por absolutamente nada este ano. Ter um ano menos turbulento do que foi 2015  e finalmente um planejamento adequado para o futuro já será algo maravilhoso para os Browns em 2016.