Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

GUIA NFL 2016: Houston Texans

A partir desta quinta-feira (08/09), começa a nova temporada da NFL. São 32 times separados em duas divisões na briga pelo tão desejado título do Superbowl. O Torcedores.com preparou um guia completo falando um pouco mais dos 32 times. Você saberá o que mudou em relação ao ano passado, quem saiu, quem chegou e as expectativas de cada time para a temporada. Neste texto, falaremos um pouco sobre o Houston Texans. Confira.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

LEIA MAIS:
GUIA NFL 2016 – ANÁLISE DOS 32 TIMES

Por Caio Lisoni e Rafael Freitas

 

Houston Texans
Fundação: 2002
Títulos de Superbowl: nenhum
Rivais de divisão: Indianapolis Colts, Jacksonville Jaguaras, Tennessee Titans,

Como foi em 2015?

Mesmo jogando com quatro quarterbacks durante o ano, o Houston Texans conseguiu uma vaga aos playoffs, muito em função do desempenho fraco de seus rivais de divisão em 2015. Na pós-temporada, Houston se mostrou um time bem inferior ao Kansas CIty Chiefs e foi esmagado pelo placar de 31 a 0.

 

O que funcionou em 2015/ o que não funcionou em 2015?

A defesa, uma das principais marcas da franquia, mais uma vez não decepcionou, apesar de não ter começado tão bem. Com o defensive end JJ Watt (foto) tendo incríveis 16.5 sacks no ano, o time conseguiu forçar um bom número de turnovers, cedeu poucos pontos e jardas na reta final e conseguiu chegar aos playoffs. O ataque sofreu com a falta de um quarterback que se firmasse, apesar da boa temporada do wide receiver De Andre Hopkins recebendo passes de quatro passadores distintos. O jogo terrestre também foi outro que pouco contribuiu com o time.

jj watt

Quem saiu e quem chegou para 2016?

O Houston Texans foi um dos times que mais investiu para 2016, principalmente no ataque. Trouxe o reserva de Peyton Manning em Denver Brock Osweiller, um dos jogadores mais badalados da inter-temporada e que deu conta do recado quando foi exigido em 2015, quando Manning esteve machucado. Para o jogo corrido, dispensou o veterano Arian Foster e buscou em Miami o bom Lamar Miller, mais novo e que teve um ano muito produtivo em 2015. No draft 2016, usou duas escolhas para trazer dois wide receivers: Will Fuller e Braxton Miller, dois jogadores que tem tudo para dar certo na NFL e podem contribuir de imediato. Deixaram o time o quarterback Bryan Hoyer, o wide receiver Nate Washington e o safety Rahim Moore.

 

O que esperar em 2016?

Com uma defesa de alto nível liderada pelo melhor jogador defensivo da atualidade, um ataque remodelado e com um quarterback de confiança, o Houston Texans aparece, ao lado do Indianapolis Colts, como favorito a vencer a divisão. Para que isso ocorra, entretanto, a defesa deverá manter os números do final do ano passado e contar com que Osweiler repita as boas atuações que teve em 2015 em Denver, quando Peyton Manning esteve machucado. Se ele se de bem com o novo esquema de ataque e conseguir lidar com o playbook, deve ter boa sintonia com Miller e Hopkins.