GUIA NFL 2016: New York Jets

A partir desta quinta-feira (08/09), começa a nova temporada da NFL. São 32 times separados em duas divisões na briga pelo tão desejado título do Superbowl. O Torcedores.com preparou um guia completo falando um pouco mais dos 32 times. Você saberá o que mudou em relação ao ano passado, quem saiu, quem chegou e as expectativas de cada time para a temporada. Neste texto, falaremos um pouco sobre o New York Jets. Confira.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

LEIA MAIS:
GUIA NFL 2016 – ANÁLISE DOS 32 TIMES

 

NEW YORK JETS

Fundação: 1958

Títulos de Superbowl: 11 (1968)

Rivais de divisão: Buffalo Bills, Miami Dolphins e New Englad Patriots

 

Como foi em 2015?

O Jets surpreendeu o seu torcedor com uma campanha positiva de 10 vitórias e 6 derrotas na divisão Leste da AFC. O time tinha a vaga no wild card dos playoffs até a semana 16 e frustrou o seu torcedor ao ficar de fora na última semana da temporada.

 

O que funcionou/ o que não funcionou no time em 2015?

Todo o time da NFL que tem um quarterback que faz uma boa temporada costuma ter sucesso. Foi o que aconteceu com Ryan Fitzpatrick (foto) nos Jets em 2015. Auxiliado por uma excelente linha ofensiva, o quarterback teve sua melhor temporada da carreira e foi fundamental nas 10 vitórias do time. O runniung back Chris Ivory e os dois bons recebedores Eric Decker e Brandon Marshall também foram fundamentais para a boa campanha. A defesa também foi muito bem. Adaptada ao sistema agressivo do técnico Todd Bowles, pressionou muitoo os ataques adversários com sua extraordinária linha defensiva e marcou bem os passes na secundária, com a liderança de Derrell Revis, um dos melhores cornerbacks da NFL.

ryan fitzpatrick

 

Quem saiu e quem chegou para 2016?

O New York Jets perdeu peças importantes da campanha de 2015, mas conseguiu trazer alguns jogadores que os substituirão de maneira digna. Chris Ivory se foi, mas Matt Forte, um dos melhores running backs da NFL correndo e recebendo passes, se junta ao elenco e abre mais uma opção ao quarterback nova-iorquino. Damon Harrision, um dos melhores jogadores da linha defensiva, foi para os Giants. Steve MCLendon veio dos Jaguars com a difícil missão de substituir o jogador. Após uma temporada ruim, Antonio Cromartie deixou a equipe. Saíram também o wide receiver Jeremy Kerly, e o tight end Jeff Cumberland.

 

O que esperar em 2016?

A chave principal para a boa campanha do New York Jets é que Ryan Fitzpatrick tenha uma performance tão boa ou melhor quanto a do ano passado. Com a boa linha ofensiva, os bons wide receivers e com um running back novo tão bom quanto – ou até melhor – que Chris Ivory, os Jets devem dar trabalho no ataque. Os tight ends são um pouco abaixo da média, mas não comprometem. A defesa, mesmo com alguns desfalques, segue sendo forte no front seven e na secundária. A escolha de draft de 2016 no linebacker Darron Lee foi acertada, ainda que o jogador não deva começar jogando. o grande problema para o Jets e para os outros times da AFC East é o calendário. Isso os fará enfrentar adversários muito fortes e o time terá que manter o alto nível de 2015 para retornar aos playoffs. Os favoritos à divisão, New England Patriots, começarão os 4 primeiros jogos sem o seu principal jogador Tom Brady. Para o Jets, seria ideal abrir vantagem nesse período, pensando no futuro. O time deve voltar brigar por uma vaga aos playoffs.