Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Anderson Silva lidera lista de testes antidoping do UFC

Para Anderson Silva, o ano não tem sido bom dentro do octógono, com duas derrotas nas lutas que fez em 2016 (para Michael Bisping e Daniel Cormier). Fora dele, o brasileiro pode terminar a temporada com um ‘título’ um tanto pitoresco: ser o lutador mais testado pelo antidoping do Ultimate.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reprodução/UFC

LEIA MAIS

ALÉM DE RETORNO IMPORTANTE, PENDURADOS DO CORINTHIANS SAEM ILESOS E PODERÃO JOGAR O CLÁSSICO

EX-CHEFÃO DO UFC NO BRASIL CONFIRMA SAÍDA DA ORGANIZAÇÃO

Segundo o Uol Esporte, o ‘Spider’ foi testado 15 vezes durante o ano pelos fiscais da Agência Antidopagem dos Estados Unidos (USADA), o que equivale em média a um teste a cada 20 dias. Na segunda posição vem a peso-galo Miesha Tate, que passou 12 vezes pelo processo de coleta de amostras.

No começo de 2015, o brasileiro foi pego no teste antidoping após vencer sua luta contra Nick Diaz, e acabou suspenso das lutas por um ano. O teste positivo de Anderson foi um dos motivos que levou o UFC a mudar sua política de combate ao uso de substâncias ilegais dentro da organização e fazer a parceria com a USADA.

Anderson Silva é o único brasileiro da lista dos que foram testados dez ou mais vezes pelo antidoping do UFC até o mês de novembro. Outros lutadores incluem Tyron Woodley, Johny Hendricks e Eddie Alvarez (11 vezes) e Dan Henderson, Cain Velasquez, Stephen Thompson, Nate Marquardt e Dominick Cruz (dez oportunidades).

Ao todo, o Ultimate e a agência americana fizeram 1761 testes antidoping nos lutadores da organização, segundo números da companhia.

 

(Crédito da foto: Reprodução/UFC)