Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Brasileirão 2016: Os líderes em números

Com a proximidade do final do que promete ser o mais disputado Brasileirão dos últimos anos, os times serão cada vez mais testados e desafiados e os vencedores serão aqueles que provarem em campo e em números um bom desempenho.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Divulgação/Brian Lima/Torcedores.com

Leia mais:

Nova Libertadores: Desvalorização do Brasileirão ou aumento da disputa? Os mitos que reproduzem os jornalistas

Flamengo vira a chave após goleada sofrida contra o Corinthians

Em um campeonato longo como é o Brasileirão disputado por pontos corridos, o Campeão geralmente precisa combinar elenco, time e regularidade. Desde 2011, quando o campeão só foi conhecido na última rodada em uma disputa emocionante entre Corinthians e Vasco, o campeonato não via uma disputa tão acirrada pelo título. Apenas 1 ponto separa Palmeiras (61) do Flamengo (60) após 30 partidas disputadas.

Além disso o Atlético Mineiro continua vivo na disputa. Com 56 pontos, o alvinegro diminuiu a diferença para o líder após a 30º rodada e ainda tem confronto direto contra Palmeiras e Flamengo, em seus domínios. O Santos corre por fora na disputa. O Clube da Vila segue na cola do Galo, apenas 2 pontos atrás e a 7 da liderança; além disso também irá enfrentar o Líder e vice-líder do campeonato, sendo que aquele será na Vila Belmiro.

Mas a disputa do Brasileirão 2016 não se resume ao título. Desde que foram confirmadas mais duas vagas que dão acesso à pré-libertadores, vários times que provavelmente “cumpririam tabela” na competição voltaram à disputa. É o caso de Atlético Paranaense, Grêmio, Corinthians, Ponte Preta, etc. Mas dois times se destacam nesta disputa pelo G6 e se credenciam para não só ocupar as vagas da pré-libertadores como incomodar o Santos na disputa por vaga direta.

Botafogo e Fluminense cresceram na competição e agora vivem bons momentos no campeonato e na tabela de classificação. Os times ocupam, respectivamente, a 5º e a 6º posição na classificação. O Flu vem de derrota para o Flamengo enquanto o Botafogo faz a terceira melhor campanha do returno, atrás apenas de Flamengo e Palmeiras, nesta ordem.

Esse equilíbrio entre as equipes suscita algumas perguntas. Um olhar mais atento sobre o desempenho das 6 primeiras equipes do Brasileirão nos ajuda a responder algumas destas questões.

Para efeito comparativo, nessa análise este autor dividiu as 30 rodadas já disputadas até aqui em 3 blocos de 10 cada. Foram analisados aqui os pontos conquistados por estas equipes pinçadas em relação ao total de pontos possíveis de serem conquistados a cada 10 jogos (30 pontos). O gráfico abaixo mostra o resultado:

Desempenho das equipes ao longo do campeonato.

 

O gráfico mostra um retrato interessante na disputa pelo título. O Palmeiras demonstra ser um time regular, já que apresentou na primeira e terceira partes do campeonato o mesmo desempenho. Seu pior momento na competição se deu na segunda parte, que coincidiu com a convocação de jogadores para  a seleção olímpica. A gordura que o Verdão ainda possui foi conquistada nas primeiras 10 rodadas, onde seus rivais Flamengo e Atlético renderam bem menos.

O rubro negro, que teve de começar um trabalho novo com José Ricardo no início do Campeonato, foi um time de desempenho modesto para quem quer brigar por posições mais altas. Terminou a primeira parte do campeonato com um aproveitamento pouco maior a 56%, enquanto o Palmeiras fechou as 10 primeiras rodadas  com mais de 73% dos pontos ganhos.

O Atlético fez uma primeira parte de time rebaixado. Com apenas 13 pontos de 30 disputados, o clube mineiro que havia acabado de contratar Marcelo Oliveira para comandar a constelação de craques no elenco, demorou 7 jogos para começar a engrenar sua série de vitórias.

O Palmeiras terminou as 10 primeiras rodadas com 5 pontos a mais que o Flamengo e 9 pontos a frente do Atlético. 

No segundo terço o Galo se recuperou fortemente. Recuperou jogadores importantes que estavam lesionados e conseguiu uma boa sequencia de vitórias, levando o time a repetir o desempenho do Palmeiras na primeira parte, e vendo seu adversário cair de produção, conseguindo 22% a menos dos pontos conquistados na primeira etapa.

Já o Flamengo mostrou-se regular, já que ainda estava consolidando sua forma de jogar e entrosando o time. Repetiu seu desempenho anterior mas após a goleada sofrida contra o Corinthians na Arena Itaquera, o Fla não perdeu mais até o final da segunda parte.

A terceira parte apresenta números bem interessantes. O Atlético praticamente manteve seu desempenho anterior (ganhou 1 ponto a menos) e praticamente sacramentou a classificação à Libertadores 2017. Em contra partida não fez o suficiente para encostar no Líder.

O Palmeiras repetiu seu desempenho inicial e fechou a 30º rodada com os mesmos 73% de aproveitamento, seu ponto de partida no campeonato. Desempenho de Campeão.

A questão é que o Flamengo contratou neste período Diego e Leandro Damião, e recuperou jogadores como Pará, Everton, Gabriel e Fernandinho, que encaixaram perfeitamente no esquema montado pelo jovem treinador rubro negro. Com Diego em campo, o Flamengo ainda não sabe o que é perder. Venceu 8 jogos e empatou 2 e fez incríveis 86% dos pontos nas últimas 10 rodadas. Além disso, o time carioca marcou mais gols e sofreu menos gols que o Palmeiras nesse mesmo período.

Flamengo encostou de vez no Palmeiras na briga pelo título, mas o verdão segue firme na liderança.

Lideres a parte, o Santos segue no encalço do Galo na disputa da terceira colocação. O Alvinegro paulista mostra evolução no campeonato. Aumentou seu desempenho em relação ao primeiro terço, tanto na segunda parte quanto na terceira, mas não conseguiu evoluir nas últimas 10 rodadas e viu seu aproveitamento cair. O Santos também sofreu durante toda competição com convocações para as Seleções olímpicas e principal, além de ter vendido o Gabigol, um de seus principais jogadores.

Mais embaixo encontram-se os outros dois representantes cariocas da Série A 2016.

O Flu faz campanha regular. Também melhorou seu desempenho ao longo da competição mas não conseguiu evoluir nas últimas 10 rodadas e vislumbra apenas, por enquanto, vaga na pré-libertadores.

Mas o grande destaque do campeonato até aqui tem sido o Botafogo.

O time da estrela solitária só faz evoluir na competição, e quase dobrou seu desempenho no segundo terço do campeonato. Perdeu seu treinador para o São Paulo, mas efetivou o auxiliar Jair Ventura, que fez o fogão sonhar bem mais alto do que apenas escapar do rebaixamento no Brasileirão.

Farei um outro texto com outro elemento gráfico, tecendo uma análise a partir deste texto aqui. Trarei projeções e tendencias das equipes.