Cleiton Xavier estava presente na última vitória palmeirense na Vila Belmiro no Brasileirão

Foi 2009 e o Palmeiras também brigava pela estatueta que não ganha há 22 anos. Dentro de uma Vila Belmiro com pouco mais de 10 mil pessoas, o Santos que tinha Neymar no comando de ataque não foi capaz de parar o alviverde. A equipe palmeirense tinha Diego Souza e Cleiton Xavier – presente neste elenco de 2016, eram às estrelas do time.

Alysson Rodrigues
Jornalista da Band - Esporte é vida. Ser um amante do futebol, é um privilégio. Editor/Repórter do programa "Os Donos da Bola" das 13h às 15h. Aos fins de semana em toda programação esportiva.

Crédito: Cleiton Xavier busca chegar aos 415 jogos na carreira; atleta jogou na última vitória palmeirense na Vila, em brasileiros - divulgação

O meia saiu em 2010 para o Metalist da Ucrânia onde atuou por seis temporadas e marcou 57 gols em 145 jogos. o atleta revelado no CSA e conhecido por todos no Internacional, em chance dada por Muricy Ramalho, em 2004, retornou ao time palestrino em 2015 e venceu a Copa do Brasil, sob o mesmo Santos. Caso entre em campo, o meio-campista chegará ao jogo de 415 na carreira e com possibilidade de marcar o 95º gol. Nesta temporada o jogador atuou em 31 partidas sendo 26 no brasileiro e marcou três gols.

O Santos saiu na frente com Luizinho, após jogada individual de Neymar e com um passe na entrada da área e o lateral revelado no Flamengo para abrir o marcador. Depois disso o Palmeiras que contava ainda com Vagner Love e Robert virou o cotejo.

Primeiro, o Diego Souza empatou de cabeça em cima do mesmo Luizinho, que não consegui marca-lo. Logo depois, Robert anotou dois gols em cinco minutos e liquidou a fatura dentro do estádio santista. Naquela altura ainda restavam 11 rodadas para o término do campeonato e o Palmeiras liderava com São Paulo e Atlético – MG no encalço. Flamengo que era quinto colocado se sagrou campeão. O alviverde nem G4 pegou na época.

Histórico

Palmeiras de Cleiton Xavier busca aumentar diferença na liderança do nacional 2016

Palmeiras de C. Xavier busca aumentar diferença na liderança do brasileirão – divulgação

 

Em campeonatos brasileiros o Palmeiras e o Santos já se enfrentaram 55 vezes. São 18 vitórias alvinegras outras 15 palmeirenses, além de 22 empates. São 76 gols pró Santos e 70 para o Palmeiras. O jogo 56 que acontece neste sábado (28), às 19h30 e será a última oportunidade de Gabriel Jesus fazer um gol em clássico. O atacante já vendido ao Manchester City ao fim da temporada, segue em branco contra os rivais Corinthians e São Paulo, também.

A peleja está repleta de rivalidades nos últimos dois anos. Tanto no campo quanto nas negociações de jogadores. O último caso, é que Guerra, meia campeão com o Atlético Nacional estaria na mira do Santos e o Palmeiras entrou no negócio. Keno que também era alvo do peixe acabou fechando por três temporadas com o verdão.

Além disso, os ânimos entre os cartolas se inflamaram após às saídas de Arouca e Aranha – hoje na Ponte Preta para o Palmeiras, após litígio com a equipe da baixada. Depois ocorreu discussões públicas de Ricardo Oliveira e Fernando Prass e consequentemente troca de provocações entre Lucas Lima e Rafael Marques.

Os times decidiram o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil 2015. Um título para cada lado e mais a semifinal de Paulistão 2016, que novamente o Santos levou a melhor no confronto válido pelo estadual.

Uma curiosidade do confronto é que um visitante não ganha o jogo desde Campeonato Brasileiro 2014, quando o Santos de Robinho e Gabigol ganharam no Pacaembu, por 3 a 1 do Palmeiras quase rebaixado naquele ano. Foram 10 jogos neste período com quatro vitórias santistas e outras três palmeirenses. Além de três empates, que foram os últimos três jogos. Começando com 0 a 0 pela 1ª fase do regional, depois 2 a 2  com vitória nas penalidades para o rival de Santos, pelo regional e 1 a 1 no primeiro turno do Campeonato Brasileiro 2016.