Palmeiras leva a melhor sobre a WTorre em briga por cadeiras no Allianz Parque

O Palmeiras levou a melhor sobre a WTorre na antiga briga envolvendo as cadeiras do Allianz Parque após a decisão foi da câmara de árbitros da Fundação Getúlio Vargas, nesta terça-feira (4). A informação é do advogado do clube, Guilherme Pereira.

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Crédito da foto: Divulgação

LEIA MAIS:
Relembre TODAS as confusões entre Palmeiras e WTorre
Afinal, o Allianz Parque é do Palmeiras ou da WTorre? Entenda a polêmica

“Com enorme satisfação informo que a SEP ganhou a Arbitragem contra a WTorre. Delimitou-se o direito à venda de 10 mil cadeiras”, postou em seu perfil no Twitter.

O imbróglio entre o clube e WTorre é antigo, e surgiu pelas diferentes maneiras de interpretação do contrato envolvendo o Allianz Parque.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

O Palmeiras entendia que a construtora tem direito de comercializar apenas 10 mil cadeiras, enquanto a WTorre acreditava ser responsável pelo total.

Em comunicado oficial, a WTorre se manifestou sobre a decisão desta terça-feira. “”pesar da decisão da câmara FGV de Conciliação e Arbitragem desfavorável à sua demanda, a WTorre reforça seu compromisso com este modelo de negócio vencedor  e que tem sido referencia para clubes em todo o país. A companhia não interromperá nenhum projeto em relação à arena, e segue trabalhando firmemente para que ela continue entre as mais modernas e ativas do mundo”.

Vale lembrar que a WTorre lançou no inicio desse ano um programa concorrente para o Avanti, o programa de sócio-torcedores do clube: o Passaporte 2016, que prevê que o torcedor que aderir ao Passaporte 2016 garante acesso a todos os jogos do Palmeiras na temporada, sem custos adicionais.

Em maio deste ano o Palmeiras perdeu em três itens para WTorre em arbitragem sobre o estádio: valor de ingressos, bilhetes eletrônicos e catracas.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?