Modesto diz que jogo com Palmeiras é mais importante do que Sul-Americana para Chape

Palmeiras
Reprodução / Site oficial do Santos

O Santos é o único clube que ainda briga com o Palmeiras pelo título do Campeonato Brasileiro. Porém, precisará torcer para que o rival perca seus dois últimos jogos na competição, além de vencer os seus, para que consiga o objetivo. Para o presidente do Peixe, Modesto Roma Júnior, a Chapecoense, rival do Verdão neste domingo (27), tem muitos motivos para entrar com força máxima.

Em entrevista ao programa “Cartão Verde”, da TV Cultura nesta na noite desta quinta-feira (24), o presidente do Santos debateu com os outros participantes da atração. Na opinião dele, a Chape tem muito mais motivos para jogar “com tudo” diante do Palmeiras, do que ficar pensando apenas na final da Copa Sul-Americana, que começa na próxima quarta-feira (30).

LEIA MAIS:

MOISÉS “ENTREGA” QUE CUCA VAI PERMANECER EM 2017
MATTOS SURPREENDE AO REVELAR QUAL FOI SEU MELHOR MOMENTO NO VERDÃO
MATTOS: VERDÃO SÓ VAI NEGOCIAR CONTRATAÇÃO DE BORJA DEPOIS DO MUNDIAL DE CLUBES
MESMO SE BARCELONA QUISER, VERDÃO NÃO PRECISARÁ VENDER MINA; ENTENDA
ALEXANDRE MATTOS FALA DA POSSIBILIDADE DE CONTRATAR PRATTO
ELANO ANUNCIA APOSENTADORIA PARA VIRAR “AUXILIAR CAÇA TALENTOS” DO SANTOS EM 2017

Você acha que a Chapecoense prefere ficar disputando a Sul-Americana do que jogar com o Palmeiras e continuar na disputa por vaga na Libertadores [via Brasileirão]?“, questionou Modesto, citando as desvantagens em seguida. 

Do primeiro ao sexto colocado [do Brasileiro] disputa a Libertadores [em 2017]. Do sétimo ao 12º, a Sul-americana. Os valores para quem disputa a Libertadores são muito maiores do que para quem joga a Sul-Americana“, continuou o presidente do Santos, apostando que os jogadores do time catarinense não vão tirar o pé.

Jogador profissional, sério, na hora do jogo, vai com tudo. Até na pelada vai com tudo“, disse Modesto. 

Além disso, a Chapecoense fará final [da Sul-Americana] fora da Arena Condá, ou em Curitiba ou Porto Alegre“, finalizou o mandatário do Peixe.

Situação difícil

Além de ter de torcer para que o rival perca em casa contra um time que já não tem mais grandes pretensões no Brasileirão e que está classificado para a final da Copa Sul-Americana, o Santos ainda terá de vencer seus jogos contra o Flamengo, que tenta terminar a competição com a segunda colocação, no Maracanã, e o América-MG, em casa, na última rodada.