10 coisas que aconteceram com o Santos em 2016 e você nem lembrava

8 coisas que aconteceram com o Santos em 2016 e você nem lembrava
Foto: Ivan Storti/ Flickr oficial do Santos FC

2016 foi, sem sombra de dúvidas, um ano de muita intensidade para o Santos. Com mais um título paulista no primeiro semestre, o Peixe veio com tudo em busca de mais conquistas na segunda metade da temporada. Apesar da queda nas quartas da Copa do Brasil, foi vice-campeão brasileiro.

No meio de todas as competições, muitas coisas aconteceram e acabaram sendo esquecidas durante o ano. Neste especial de retrospectiva, o Torcedores.com traz, então 10 coisas que aconteceram com o clube praiano em 2016 e o santista nem lembrava. Confira:

LEIA MAIS:
LIBERTADORES 2017: VEJA COMO FICOU O GRUPO DO SANTOS
VÍDEO: EM NOVA PEGADINHA, ELENCO SANTISTA “TROLLA” FUNCIONÁRIOS EM FOTOS DE NATAL
SAIBA QUANTO O PEIXE ESPERA FATURAR COM PATROCÍNIOS EM 2017
EM REDE SOCIAL, ROBINHO RESPONDE SANTISTA QUE PEDE SUA VOLTA
BRASILEIRÃO: VEJA QUAL SERIA A POSIÇÃO DO SANTOS SE NÃO PERDESSE PONTOS PARA OS REBAIXADOS

1- Jogo no Vale do Paraíba: pois é, não tinha nenhum time dessa região na elite do Paulistão, mas foi lá que o Peixe enfrentou o Red Bull Brasil (que costuma mandar os jogos em Campinas) pela sétima rodada. E acabou perdendo: 2 a 0 para o time “da casa”.

2- Renato foi desfalque: acredite se quiser! O volante, único a defender o clube praiano nas 38 rodadas do Brasileirão, precisou parar nas duas primeiras semanas de abril por conta de uma fratura no nariz. Foi preciso passar por cirurgia e o camisa 8 só voltou no jogo citado abaixo.

3- Mata-mata contra São Bento: antes de passar pelo Palmeiras na semi do estadual, o Peixe precisou enfrentar o São Bento, que era do mesmo grupo, nas quartas de final. Com dois gols de Vitor Bueno, que ainda se firmava como titular, o time avançou de fase na Vila Belmiro.

4- Maxi Rolón em campo: vindo do Barcelona B em fevereiro, o argentino atuou em apenas cinco partidas – em todas, vindo do banco de reservas. Não agradou a Dorival Júnior e comissão técnica, tendo contrato rescindido pouco mais de quatro meses depois de chegar ao clube.

5- Patito em campo: comprado pelo Peixe no meio de 2013, o meia-atacante passou por dois empréstimos no período, mas fez parte do elenco no primeiro semestre de 2016. No entanto, teve pouquíssimas oportunidades e, com o contrato encerrado em julho, foi jogar no futebol grego.

6- Valencia em campo: o colombiano chegou à Vila Belmiro em 2015, mas rompeu o ligamento do joelho direito na Copa América do mesmo ano e, desde então, praticamente não conseguiu ter sequência de jogos. Chegou a entrar em campo em 2016 duas vezes – em ambas, vindo do banco.

7- Alison em campo: aos 23 anos, o volante revelado na base precisou passar pela quarta cirurgia no joelho direito na curta carreira. Neste ano, jogou em apenas dez partidas – todas no primeiro semestre. Deve retornar já no começo da próxima temporada.

8- Santos contra Santos: pela primeira fase da Copa do Brasil, o Peixe encarou seu xará do Amapá. A classificação veio depois de um empate por 1 a 1 em Macapá e uma vitória por 3 a 0 na Vila Belmiro. Em ambos, foi usado um time reserva.

9- Jogo no Acre: depois de passar pelo xará amapaense, o Alvinegro Praiano encarou o até então desconhecido Galvez – time acreano – pela segunda fase da Copa do Brasil. Não houve necessidade da partida de volta, já que o Peixe venceu por 3 a 0 em Rio Branco.

10- Vanderlei expulso: um dos melhores goleiros do Brasileirão, o camisa 1 também teve seu momento de “deslize”. Na derrota para o lanterna América-MG na virada do turno, Vanderlei fez falta fora da área como último homem e foi expulso minutos antes do gol adversário.

Gostou da publicação? Para acompanhar tudo o que escreve seu autor, curta sua página no Facebook e siga-o no Twitter.



Jornalista formado pelo Mackenzie (SP), pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Multimídias e pós-graduando em Assessoria de Comunicação e Mídias Sociais pela Anhembi Morumbi (SP). Apaixonado por esportes desde 1994.