Cristiano Ronaldo grava mensagem a vítimas de guerra na Síria

Reprodução/ Twitter

Cristiano Ronaldo não é apenas um homem que se interessa apenas pelo futebol. O atacante português também é ligado em causas importantes e nesta sexta-feira (23), em seu perfil no Twitter, enviou uma mensagem as vítimas da guerra na Síria, em especial as crianças.

Feito para a ONG ‘Save the Children’, da qual é um dos embaixadores globais, CR7 lembrou que as crianças são os verdadeiros ‘heróis’ do conflito e afirma que todo o mundo está com o pensamento voltado em ajudar os necessitados nos locais afetados pela guerra.

LEIA MAIS

KONAMI CONFIRMA AJUDA FINANCEIRA E HOMENAGEM À CHAPECOENSE NO GAME PES

JOGAR LIBERTADORES DE HOJE É “MAMÃO COM ACUÇAR”,DIZ EX-JOGADOR DO FLAMENGO

“Esta mensagem é pelas crianças da Síria. Sei o quanto vocês estão sofrendo muito neste momento. Sou um famoso jogador de futebol, mas vocês são os verdadeiros heróis. Não percam a esperança. O mundo está com vocês. Nos importamos com vocês. Estou ao lado de vocês”, disse Cristiano Ronaldo na mensagem.

Além do vídeo, o atacante do Real Madrid doou uma quantia não revelada a Save the Children, que tem se envolvido em ajudar as crianças vítimas do conflito, iniciado em 2011 e que opõem as forças do presidente Bashar Al-Assad, rebeldes oposicionistas e o Estado Islâmico, além de outros exércitos locais e internacionais em auxílio a cada um dos lados.

“A generosa doação de Cristiano Ronaldo irá nos ajudar a dar suporte as crianças de Aleppo e de toda a Síria, que passam por coisas que ninguém deve sofrer em lugar nenhum do mundo. Estamos imensamente gratos pelo apoio que ele nos dá. Ronaldo não é apenas uma das maiores estrelas do esporte, mas ele é um raio de esperança a milhares de meninos e meninas de todo o globo. E esperança é o que as crianças da Síria mais querem neste momento”, disse ao site oficial da entidade Nick Finney, diretor da ONG para o norte e o oeste da Síria.

A cidade de Aleppo, uma das principais no país, vem sendo alvo brutal de ataques e bombardeios, que causaram a fuga em massa de 100 mil pessoas da cidade, de acordo com estimativas. Segundo a Save the Children, a guerra vem afetando cerca de 7,5 milhões de crianças no país, com 2 milhões delas sem acesso a escolas e 13,5 milhões de pessoas em todo o território sírio precisando de ajuda humanitária.

(Crédito da foto: Reprodução/ Twitter)