Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Diretor do Vitória detona dirigentes colorados e dispara: “Sinto pena do Inter”

As últimas ações da diretoria colorada tem gerado uma imensa onda de insatisfação nos demais clubes brasileiros. Em entrevista ao LANCE!, Manoel Matos, vice-presidente do Vitória, disparou críticas quanto à postura da diretoria colorada. Nesta quinta-feira, o clube gaúcho entrou com uma ação no STJD tentando retirar pontos do time da Bahia por conta de uma suposta escalação irregular do zagueiro Victor Ramos.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Divulgação/ Site Oficial do Internacional

O Vitória vinha sendo o grande rival do Inter na briga contra o rebaixamento. Porém, na última segunda-feira, com a vitória por 1×0 sobre o Coritiba fora de casa, os baianos praticamente se livraram da queda, com três pontos e cinco gols a mais de saldo que os gaúchos. Matos disse que o conjunto dos últimos fatos o faz ter “pena” do Inter.

LEIA MAIS:

Grêmio diverge do Inter e defende realização da última rodada

Torcedores colorados criam petição para pedir saída de Fernando Carvalho

“Evidentemente, o Internacional está desesperado. Não cabe ao Vitória fazer nada. Esse assunto já foi muito debatido no primeiro semestre, com o Bahia, em todas as instâncias. É o STJD que tem que resolver. O que devíamos falar é sobre a posição do Internacional. O futebol vai voltar ao passado negro, onde as coisas eram decididas no Tribunal? É lamentável, sinto pena do Inter. Do tamanho que tem, ter dirigentes tão pequenos”, disparou.

O diretor rubro-negro também lembrou da frase de Fernando Carvalho, que, na quarta-feira, ligou a tragédia que vitimou a delegação da Chapecoense com a campanha do Inter no Brasileirão. Para Matos, Carvalho agiu como um dirigente amador.

“O Inter perdeu o rumo da história. O próprio Fernando Carvalho acaba de dar uma entrevista desastrosa, que mostrou a falta de equilíbrio em um momento de comoção como esse. Infelizmente, o futebol ainda tem que passar por isso. Eu realmente lamento, o Internacional é um time de história bonita que está ficando muito pequeno nesse momento”, acrescentou o baiano, que ampliou:

“A infelicidade do Carvalho foi impressionante. Vi um garoto amador, que parece que nunca viveu futebol. Lamento mesmo é pelo sofrimento das famílias das vítimas do acidente, pelo povo brasileiro. Vivendo momento de sofrimento, ver o Internacional querer usar esse momento em benefício próprio dá pena. Com essa comoção no esporte mundial, ter dirigente preocupado se o time vai cair para a Série B ou ficar na Série A é lamentável”.

Para permanecer na Série A, a “via” mais acessível para o Inter já não é mais através do Vitória. Os colorados precisarão vencer o Fluminense na última rodada e torcer para que o Sport tropece contra o Figueirense na Ilha do Retiro na última rodada.