Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Filho de ex-presidente da Chapecoense realiza sonho do pai no Jogo das Estrelas

O Jogo das Estrelas, organizado pelo ex-jogador Zico, foi recheado de emoções e homenagens à Chapecoense antes de a bola rolar. Nesta quarta-feira (28), no Maracanã, diversos atletas e ex-jogadores se encontraram para o jogo beneficente. E uma pessoa em especial conseguiu realizar um sonho.

Matheus Adami
Jornalista, editor do Torcedores. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.

Crédito: Reprodução/SporTV

Trata-se de Mateus Pallaoro, filho de Sandro Pallaoro, um dos 71 mortos do voo da companhia aérea LaMia, que vitimou boa parte da equipe da Chapecoense que disputaria a final da Copa Sul-Americana em Medellín, na Colômbia, contra o Atlético Nacional.

LEIA MAIS:
WESLEY SAFADÃO PERDE DOIS PÊNALTIS EM JOGO DAS ESTRELAS: ‘HOJE FOI RUIM, NÉ?

Mercado em CASA

Clique aqui para ter 50% off!

“Acho que meu pai nunca sonhou que a Chapecoense tomasse essa proporção. E o maior ídolo do meu pai no futebol era o Zico. E hoje eu tive a oportunidade de conhecê-lo e realizar esse sonho”, disse o jovem, emocionado, em entrevista ao SporTV antes do início do jogo.

Antes de a bola rolar, balões brancos e verdes foram soltos, em homenagem aos mortos. Os nomes dos atletas e jornalistas falecidos apareceram nos telões do Maracanã. Zico, Roberto Dinamite, Camilo e Alexandre Torres (filho de Carlos Alberto Torres) entraram no gramado com a bandeira da Chapecoense.

Justa homenagem à equipe que, por conta da tragédia, foi declarada campeã da Copa Sul-Americana e está confirmada na disputa da Copa Libertadores da América do ano que vem.