Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Jogador do Atlético-MG dá golpe de jiu-jítsu em rival durante briga na Copa do Brasil

Grêmio x Atlético-MG empataram por 1 a 1 na noite desta quarta-feira, em Porto Alegre. Nos acréscimos da final da Copa do Brasil, jogadores dos dois times se envolveram em confusão, instantes após o atleticano Cazares empatar a partida com um golaço.

Rafael Alaby
Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Foto: Reprodução/Youtube

O atacante Miller Bolaños, autor do gol gremista, teria sido o pivô da confusão e recebeu o cartão amarelo do árbitro Luiz Flávio de Oliveira. Os atleticanos participaram para cima do atleticano. Logo a turma do deixa disso, entrou em ação. Na súmula da partida, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira relatou as expulsões dos zagueiros Kannemann e Erazo após entrarem em luta corporal. (*atualizado às 17h20)

VEJA MAIS:
Jornalistas se unem a jogadores de Grêmio e Atlético em homenagem à Chapecoense 
Grêmio 1 x 1 Atlético-MG: assista aos melhores momentos 

O narrador Galvão Bueno, da Rede Globo, lamentou a briga em um dia que teve uma série de lindas homenagens à Chapecoense.

“Não pode. Não pode. Hoje não, por favor! Imediatamente vem aqueles com um pouco mais de juízo na cabeça. Me pareceu ser exatamente o Bolaños, tanto que ele estava sendo afastado pelo Cazares. Tudo igual de novo: 1 a 1, quando dava a impressão de o Grêmio ter definido”, disse o inconformado Galvão.

Veja o golpe de jiu-jítsu aplicado por Erazo

Com o empate por 1 a 1, o Grêmio se tornou o maior vencedor da Copa do Brasil, com cinco conquistas e de quebra acabou com o jejum de 15 anos sem títulos nacionais.

O jogo decisivo:

Mais organizado taticamente em relação à derrota por 3 a 1 no jogo ida, o Atlético-MG buscou o ataque nos primeiros minutos, mas não teve chances claras para marcar. Podendo até perder por um gol de diferença, o Grêmio jogou com o regulamento debaixo do braço e evitou corre riscos. Everton teve a melhor chance para abrir o placar. O jovem atacante recebeu passe de calcanhar de Douglas e bateu para defesa de Victor.

O segundo tempo foi monótono. Pelo lado atleticano, o técnico Diogo Giacomini fez alterações para tornar o time mais ofensivo em busca de dois gols pelo menos. Nenhuma delas surtiu o efeito. E para piorar, aos 43 minutos, o Tricolor fez o gol do título com Bolaños, que acabara de sair do banco de reservas. O Galo empatou nos acréscimos com um chutaço de Cazares do meio-campo.

Assista à confusão completa:

https://www.youtube.com/watch?v=0dAbkOBStCA