Lateral que quase evitou ida da Chapecoense a final: “E se eu tivesse feito o gol?”

Foto: Reprodução/Youtube

O lateral Marcos Angeleri, do San Lorenzo, saiu da semifinal da Copa Sul-Americana contra a Chapecoense como o grande vilão por ter perdido aquele gol, que originou a defesa milagrosa do goleiro Danilo, no último minuto da partida. E poucos dias depois, a sensação foi ainda pior. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o jogador questionou como teria sido se ele tivesse feito aquele gol.

“Nos dias seguintes ao acidente, pensei muito nisso (na chance desperdiçada). O tempo todo. Com o passar do tempo, você começa a levar a vida e se preocupar com outras coisas. Mas volta e meia isso retorna à minha cabeça. Ás vezes, no momento mais inesperado, quando estou fazendo qualquer coisa de rotina, que não tenha relação com o futebol. Sei que nunca vou esquecer”, disse Angeleri.

A possibilidade de ter mudado o destino da delegação da Chapecoense atormenta o lateral. “Quando ouvi pela primeira vez sobre o acidente, foi a primeira coisa que eu pensei. A chance perdida. No vestiário, eu estava irritado porque perdi a chance de pôr nosso time na final e dar alegria para nossa torcida. Voltei pra casa arrasado. Mas o que aconteceu depois vai muito além do futebol. É inevitável pensar.  E se eu tivesse feito o gol?”

Relembre o lance:

O jogador ainda revelou que desde o acidente com a Chapecoense ainda não viajou de avião.  “Como não vamos ter isso na cabeça no próximo voo? Eu tenho certeza que todos atletas de futebol profissional pensaram: aquilo poderia ser comigo. É impossível não pensar”, completou.

Confira a entrevista na íntegra!