Retrospectiva 2016: Leicester escreve conto de fadas e é campeão inglês

Leicester City
Foto: Divulgação/Site oficial do Leicester City

Matematicamente livre do rebaixamento somente a uma rodada do fim da temporada anterior, o Leicester começou a Premier League 2015/2016 pensando somente em se manter na elite. Esse era, inclusive, o discurso empregado pelo recém-chegado técnico italiano Claudio Ranieri.

O que aconteceu, no entanto, nem o melhor dos escritores de ficção poderia cogitar. Com uma campanha praticamente impecável, os Foxes conquistaram seu primeiro título da principal divisão do país com duas rodadas de antecedência.

LEIA MAIS:
MEIA OSCAR, DO CHELSEA, JÁ TEM NOVO CLUBE PARA 2017, DIZ JORNAL
APÓS DERROTA DO CITY, GUARDIOLA DEIXA ESPANHÓIS DO CHELSEA “NO VÁCUO”; ASSISTA
APÓS FALTA DURA E EXPULSÃO, AGÜERO É IRONIZADO POR MÃE DE DAVID LUIZ

Foram incríveis 23 vitórias e apenas três derrotas (duas para o Arsenal e uma para o Liverpool), com 12 empates. 68 gols marcados (segundo melhor ataque) e 36 sofridos (terceira melhor defesa). Números inimagináveis para um time que poucas vezes tinha figurado na parte superior da tabela até então.

Na sólida campanha, o Leicester contou com nomes importantes principalmente no setor ofensivo. Riyad Mahrez, meia argelino de 25 anos, foi eleito o melhor jogador da competição. O atacante Jamie Vardy não foi o artiheiro do campeonato, mas seus 22 gols foram fundamentais para a conquista do troféu.

Na virada do turno (e do ano), os Foxes já davam indício de que não queria ser somente mais um “cavalo paraguaio”. Ao empatar sem gols com o City em casa, os comandados de Ranieri começaram 2016 na segunda posição, empatado em pontos com o líder Arsenal.

Se a primeira metade já tinha sido encantadora, com 39 pontos (já que o time fez 41 em toda a temporada anterior), a arrancada final foi ainda melhor. Com apenas uma derrota, o título veio com o elenco assistindo de casa, graças ao tropeço do concorrente Tottenham.

Após empatar por 1 a 1 com o United no Old Trafford, o Leicester precisava que os Spurs não vencessem o Chelsea no clássico londrino. Apesar do 2 a 0 de desvantagem no primeiro tempo, os Blues buscaram o empate na segunda etapa e sacramentaram a conquista dos Foxes.

A cidade do novo campeão inglês parou pelas horas seguintes. Tudo era festa e ninguém ainda parecia, de fato, acreditar. O Reino Unido e o mundo se voltaram para o time do King Power Stadium. O conto de fadas estava escrito na Terra da Rainha: os Foxes se sagravam campeões ingleses pela primeira vez na história.

Gostou da publicação? Para acompanhar tudo o que escreve seu autor, curta sua página no Facebook e siga-o no Twitter.



Jornalista formado pelo Mackenzie (SP), pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Multimídias e pós-graduando em Assessoria de Comunicação e Mídias Sociais pela Anhembi Morumbi (SP). Apaixonado por esportes desde 1994.