Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Relembre 10 momentos bizarros da mídia esportiva em 2016

A mídia esportiva brasileira passou por grandes momentos em 2016, sejam eles positivos ou negativo. Em um ano de Olimpíada no Rio de Janeiro e do entretenimento cada vez mais presente no jornalismo, foram muitos os episódios no mínimo incomuns dos profissionais da comunicação.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Foto: Reprodução/Vídeo - Ulbra TV

Pensando nisso, o Torcedores.com faz uma retrospectiva com os acontecimentos mais bizarros da mídia esportiva em 2016. Confira:

LEIA MAIS:
SOBREVIVENTE DE TRAGÉDIA DA CHAPE AGRADECE APOIO DE ALÊ OLIVEIRA NO “DECRETO”
DOS GRANDES PAULISTAS, PALMEIRAS TEVE A MELHOR MÉDIA DE AUDIÊNCIA DA GLOBO NO BRASILEIRÃO

1- Ex-presidente do Internacional agride jornalista: apesar de um dos mais recentes, é um dos episódios mais bizarros do ano. Fernando Miranda, ex-presidente do Inter, que acabava de ser rebaixado para a Série B, acertou um soco no jornalista Julio Ribeiro, no Cadeira Cativa, da TV Ulbra, após calorosa discussão.

2- Denílson faz Renata Fan chorar no Jogo Aberto: com a situação do Internacional cada vez pior na luta contra o rebaixamento, a colorada Renata Fan não resistiu às brincadeiras do colega Denílson e começou a chorar durante o programa Jogo Aberto, da Band.

3- Neto faz embaixadinhas e detona seleção olímpica: decepcionado com o desempenho do futebol masculino na primeira fase da Rio 2016, Neto começou um Os Donos da Bola, da Band, fazendo embaixadinhas e detonando Neymar e companhia. Por ironia, a seleção acabou medalhista de ouro na competição.

4- Alê Oliveira esquece o “decreto” ao vivo no Bate-Bola Debate: o irreverente comentarista dos canais ESPN já deveria estar acostumado a dar o famoso “decreto” toda sexta, mas, certa vez, acabou se esquecendo do que deveria dizer com o programa já no ar. Para a risada de todos, foi preciso recomeçá-lo.

5- Rômulo Mendonça faz sucesso com o vôlei na Olimpíada: outro personagem da mídia esportiva, este conhecido pelas irreverentes narrações em esportes americanos e futebol na ESPN, Rômulo surpreendeu a muitos que não o conheciam transmitindo o vôlei na Rio 2016. Teve direito até ao “Ragatanga”.

6- “Climão” entre Cris Dias e William Waack na Globo: durante uma das edições do Jornal da Globo no período da Rio 2016, os apresentadores se estranharam ao vivo. Cris reclamava de não ter sido cumprimentada pelo âncora no começo do programa e as farpas começaram a ser trocadas. O assunto rendeu bastante na época.

7- Flávio Gomes de Pikachu no Fox Sports: o comentarista Flávio Gomes, do Fox Sports, apostou que o Flamengo não passaria do Figueirense na Copa Sul-Americana e acabou perdendo. Como prenda, o jornalista apareceu no Fox Sports Rádio do dia seguinte fantasiado de Pikachu, um Pokemón.

https://www.youtube.com/watch?v=SgXAijqpPzo

8- Cleber Machado comete gafe narrando canoagem: o locutor da TV Globo se empolgou e narrou uma medalha de ouro de Isaquias Queiroz e Erlon de Souza com apenas 250 metros de prova completados, sendo que o percurso todo tinha 1000 metros. Cleber até tentou consertar, mas a gafe foi nítida.

9- Galvão pede para todos ficarem de pé com cadeirante no estúdio: um dos maiores ícones da mídia esportiva nacional, o narrador passou por uma situação constrangedora na Rio 2016, quando pediu para todos do estúdio ficarem de pé, mas havia um cadeirante (o atleta paralímpico Fernando Fernandes) presente.

https://www.youtube.com/watch?v=9h6tvmntrjM

10- Galvão Bueno esquece título mundial e comete gafe com Tande: no mesmo dia, o jornalista global disse que Tande, que fez história no vôlei de quadra, “não foi lá essas coisas” na praia, se esquecendo de um título mundial (Circuito Mundial de 2001) do colega. Galvão acabou levando a invertida na hora.

https://www.youtube.com/watch?v=nO1ZmK-Qdr0

Gostou da publicação? Para acompanhar tudo o que escreve seu autor, curta sua página no Facebook e siga-o no Twitter.