Opinião: 5 “artilheiros” que poderiam ser o camisa 9 do Palmeiras em 2017

O Palmeiras está de olho no mercado da bola em busca de reforços para a temporada 2017. O ataque é um dos setores com certa prioridade, uma vez que Gabriel Jesus deixará a equipe ao final do Brasileirão.

Bruno Barbato
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Montagem/ Torcedores.com

Com isso, a escolha será criteriosa, afinal, estamos falando do artilheiro do Verdão em 2016, e ainda com chances de artilharia no Brasileirão. A diretoria sabe da necessidade e corre atrás.

Pensando nisso, o Torcedores.com listou 5 artilheiros do primeiro escalação que poderiam reforçar o Palmeiras nos desafios da próxima temporada. Confira:

Borja

O colombiano talvez seja o grande destaque da lista (em momento). É um dos principais artilheiros do ano e o camisa 9 do melhor time da América do Sul. É desejo de boa parte dos clubes brasileiros e europeus. É um camisa 9 nato, mas também se movimenta intensamente.

Calleri

O argentino surgiu bem com a camisa do Boca Juniors, chegou ao auge no São Paulo e foi para o West Ham, onde não se deu bem e deve deixar o clube. A tendência é que siga no futebol europeu. Tem faro de gol, e é preciso em suas conclusões ao gol.

Tevez

Mais um argentino na lista, este com boa passagem pelo Corinthians. Ídolo também de Boca Juniors, Juventus e Manchester United, Carlitos chegou a ser cogitado no Verdão, mas não virou interesse. Possui características de camisa 9, mas é de movimentação, assim como os citados acima.

Lucas Pratto

Atacante do Atlético-MG, Pratto está com moral. É o camisa 9 da seleção argentina de Messi e Di Maria. Anotou 2 gols nas Eliminatórias, e ao contrário dos 3 citados, é jogador de conclusão apenas. Costuma marcar gols decisivos pelo Galo Mineiro.

Nico Lopez

Este jovem uruguaio atingiu o auge jogando pelo Nacional, acabou negociado com o Roma e por 3 anos acabou emprestado para Udinese, Granada e Verona, mas só marcou gols e se destacou com o Nacional. Acabou negociado com o Inter mas não tem prestígio com a comissão. Caso seja rebaixado, o Inter não deve arcar com alto salário do atleta.