Pikachu afirma que o Vasco vai ‘surpreender muita gente em 2017’

O lateral Yago Pikachu, que chamou a atenção de clubes de todos o país com suas boas atuações pelo Paysandu, deixou a equipe paraense rumo ao Vasco no final de 2015. No cruz-maltino, o defensor de 24 anos encontrou uma forte tensão para ganhar espaço entre os titulares e também para convencer a torcida.

Bruno Nunes Loreto
Formado em Jornalismo na Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC. Amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Grêmio e Fluminense.

Crédito: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Para 2017, ano que o Vasco retorna à Série A do futebol brasileiro, Pikachu reconhece que a pressão sob o time será ainda maior, mas confia em seu futebol para convencer o técnico Cristóvão Borges e no bom rendimento do elenco para surpreender o país.

LEIA MAIS:

MERCADO DA BOLA: ALLIONE NO VASCO? VEJA O QUE SABEMOS

“Sabemos que a cobrança será maior, estamos voltando para a primeira divisão. Temos de dar o nosso melhor para não acontecer do Vasco cair novamente. Vamos surpreender muita gente em 2017”, falou Pikachu em entrevista ao Lance!.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

Em 2016, o lateral direito, que também atua no meio-campo, jogou 46 vezes e balançou as redes adversárias em quatro oportunidades. O período de maior destaque de Pikachu na temporada foi no primeiro semestre do ano, época em que o Vasco chegou a ficar 34 jogos invictos.

“A temporada foi positiva. Conseguimos o título do Carioca, além do retorno à elite, mesmo com os obstáculos que apareceram no caminho. Não chegamos tão longe como esperávamos na Copa do Brasil. Sobre o meu rendimento, creio que foi um pouco abaixo do ano passado. Em 2015 fiz muitos gols, no Vasco consegui buscar o meu espaço aos poucos. O Jorginho optou muito em me colocar no meio, tive um pouco de dificuldade no começo, mas fui forte com sequência no primeiro turno e na reta final do segundo da Série B”, analisou o defensor.

Se adaptar com Cristóvão Borges, técnico que é velho conhecido do torcedor e que volta ao comando da equipe em 2017, não será problema para Pikachu, que se colocou à disposição para atuar em mais de um setor do campo.

“Tenho que ver como o treinador irá optar, se irei jogar de lateral-direito ou na ponta improvisado como meia. Mas estou à disposição para qualquer lugar, onde o Cristovão Borges achar melhor, assim como eu estava à disposição enquanto Jorginho era o técnico. Lutarei para ser titular”, frisou o jogador.

Quem chega e quem sai dos clubes?