Relembre os piores momentos do Flamengo em 2016

Foto: Divulgação/Gilvan de Souza/FlaImagem

A torcida do Flamengo não está acostumada a ficar muito tempo sem conquistar títulos. Depois de um 2015 sem levantar uma taça sequer, o ano de 2016 começou cercado de muita expectativa no rubro-negro. Com Primeira Liga, Carioca, Copa do Brasil, Sul-Americana e Brasileirão, a torcida esperava pelo menos um título na temporada. Porém, o clube amargou mais um ano de jejum. Veja abaixo os seis piores momentos do Flamengo no ano:

LEIA MAIS

Enquete: quem foi o melhor jogador do Flamengo 2016?

Vice-pesidente do Flamengo revela como pretende reforçar o time para 2017

1 – Freguesia para o Vasco e papelão em Manaus

O ano de 2016 começou com um jejum incômodo, além da falta de títulos. Em 2015, o Vasco virou uma pedra no sapato do rubro-negro, eliminando o Fla no Carioca e na Copa do Brasil. No primeiro duelo do ano, o Flamengo foi a São Januário e foi derrotado por 1 a 0, com gol nos acréscimos do zagueiro Rafael Vaz, então defendendo a camisa do maior rival. Na semifinal do Carioca, a equipe da Gávea voltou a enfrentar o cruzmaltino, desta vez em Manaus. Na entrada em campo, liderados pelo capitão Wallace, os jogadores do Fla quebraram o protocolo e saíram correndo em direção ao círculo central, antes dos vascaíno entrarem no gramado. Wallace fincou uma bandeira do clube no centro do gramado. A atitude foi bastante criticada, inclusive porque os jogadores deixaram os mascotes na beira do campo no momento da ação.

2 – Aposentadoria forçada de Muricy

Uma das grandes apostas do clube no ano foi a contratação de Muricy Ramalho para comandar a equipe. O treinador chegou cercado de expectativa, já que vinha de um estágio no Barcelona. O time não conseguiu boa atuações sob o comando do técnico e, em maio, Muricy acabou sofrendo uma arritmia cardíaca e foi hospitalizado. Pouco depois, o treinador foi obrigado a deixar o clube e se aposentar da função de técnico de futebol.

3 – Eliminação na Primeira Liga

Em briga com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ), o Flamengo ameaçou colocar os reservas para jogar o Campeonato Carioca e dar prioridade à Primeira Liga. Apesar das ameaças, o rubro-negro acabou atuando com seu elenco principal no Estadual e, na semifinal da Primeira Liga, o clube escalou um time misto, poupando atletas para o Carioca. O clube acabou sendo derrotado por 1 a 0, foi eliminado e viu seu rival Fluminense se sagrar campeão da competição.

4 – Eliminação na Copa do Brasil

Do jeito que a Copa do Brasil começou para o Flamengo, já poderia se esperar que ela não terminasse bem. O clube estreou na competição sendo derrotado pelo Confiança, do Sergipe, por 1 a 0, atuando com um a mais durante a maior parte do jogo. Depois de conseguir passar pela equipe sergipana, o clube carioca enfrentou o Fortaleza na segunda fase. Com duas derrotas por 2 a 1, o time carioca teve sua eliminação mais precoce na história da competição.

5 – Eliminação na Copa Sul-Americana

Com a queda precoce na Copa do Brasil, restou ao rubro-negro sonhar com o título da Copa Sul-Americana. Após passar de forma suada pelo Figueirense, o Flamengo enfrentou o Palestino. No Chile, vitória carioca por 1 a 0. No jogo de volta em Cariacica, com a vantagem do empate, Zé Ricardo escalou uma equipe mista. Porém, o time foi derrotado por 2 a 1 e deu adeus à competição diante de sua torcida.

6 – Decepção na volta ao Maracanã e o adeus ao sonho do hepta

Por conta dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o Maracanã esteve fechado durante boa parte do ano. Assim, o Flamengo precisou atuar em diferentes estádios e estados no ano. O clube carioca passou por Volta Redonda, São Paulo, Manaus, Cariacica e Brasília, antes de voltar a jogar no Maracanã. Em outubro, o clube, enfim, voltou a casa. Na primeira partida, o clube acabou empatando com o Corinthians em 2 a 2. Na volta ao estádio, contra o Coritiba, o Fla vencia por 2 a 0, mas terminou cedendo em empate à equipe alviverde e deu o adeus ao sonho do heptacampeonato brasileiro em 2016.