Presidente do São Bernardo fala sobre finanças do clube e troca de material esportivo

Crédito da foto: Márcio Donizete/Torcedores.com
* Direto de São Bernardo do Campo-SP

O São Bernardo encerra 2016 praticamente no azul, com suas contas zeradas, o que é positivo em tempos de crise financeira e que pode ser um bom sinal para a próxima temporada. Nesta quarta-feira (21), presidente aurinegro Thiago Ferreira, em entrevista coletiva de apresentação de dois reforços para o Paulistão, os atacantes Patrick Vieira e Rodolfo, abordou o assunto e fez o balanço de finanças do Tigre.

Ele ressaltou medidas que não agradaram a torcida, mas que foram necessárias para os números fecharem. “A crise não é no São Bernardo, é no futebol, é na economia do Brasil como um todo. A dificuldade é em patrocínios, todo mundo está se fechando, guardando, economizando para superar esse momento de dificuldade. A resposta é nessa Copa Paulista, que a gente não disputou para acertar as contas. A ideia de não disputar foi de não gastar, de não gastar o que não tínhamos”, disse Ferreira.

VEJA MAIS
MERCADO DA BOLA 2017: SÃO BERNARDO APRESENTA ATACANTE CAMPEÃO DA SÉRIE C
APRESENTADO NO SÃO BERNARDO, ATACANTE JÁ PROJETA RETORNO AO PALMEIRAS
SÃO BERNARDO APRESENTA O ATACANTE EDNO PARA A DISPUTA DO PAULISTÃO 2017

“Nosso planejamento do Paulistão começou neste ano. Começa a gastar o dinheiro do Paulistão em dezembro. As contas estão zeradas e tudo será cumprido perfeitamente, como sempre foi. Está bem tranquilo. estamos procurando novos patrocinadores e parcerias para melhorar nossa receita para a Série D, se nosso elenco será de R$ 10 mil, R$ 30 mil, R$ 50 mil, R$ 100 mil, mas tudo dependerá do ano que vem. Não tem nenhum dinheiro comprometido. Entraremos dia 1º de janeiro com as contas zeradas”, complementou o mandatário.

Troca de fornecedora esportiva

Thiago Ferreira também explicou a troca da fornecedora de material esportivo para 2017. Sai a Pulse, que vestiu o São Bernardo nos últimos três anos, e chega a emergente Karilu. “Eles (Pulse) passaram por problema financeiro muito grande em 2015, e este ano já tentaram não fornecer para gente nesse Paulistão por conta de problemas financeiros deles. Ajustamos algumas coisas, mantivemos neste ano, mas resolvemos trocar. A Karilu se mostrou, na nossa opinião, uma empresa que nos tratará da mesma forma que gostaríamos de ser tratados”, explicou o presidente do Tigre do ABC.

De acordo com o dirigente, a intenção é estreitar a relação da fornecedora com o torcedor. “Há times pequenos que tem Nike e Adidas, mas é uma pessoa que tem representação dessa marca, dá ‘X’ materiais e que se dane no atendimento ao torcedor, no atendimento ao clube. Pegamos bastante referência da Karilu. Hoje as marcas fornecem e pronto, se vão vender agasalho não é problema nosso. Eles pagam e dão o material, o contrato é assim. Na Karilu não será assim, será uma parceria. A ideia é ter todo um segmento de uma linha feminina, agasalho de criança, de treino, camisa de viagem, uma gama grande de material para nossa torcida”, afirmou.

As camisas de mandante e visitante da temporada 2017 foram escolhidas em enquete feita pelo time nas redes sociais:



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.