Odds Shark: quem será rebaixado na Premier League?

Foto: Divulgação/Facebook Oficial Crystal Palace Football Club

Três clubes perderão o direito de permanecer na primeira categoria do futebol inglês ao final da temporada.

Quem Foi Tony Pulis?

O investidor precisa encarnar o espírito de Tony Pulis se quiser se dar bem e apontar corretamente os rebaixados do Campeonato Inglês. Por isso, conto um pouco da história do chamado “Messia da Permanência”. O ex-jogador e agora técnico Tony Pulis é uma espécie de “Papai Joel” da Inglaterra. Se o campeonato já chegou à metade, seu time se encontra no Z-3 e não há sinais de melhora, o que você faz? Chama “Papai Pulis”, ora!

O cara é bom! Da mesma forma que Joel Santana salvou o Flamengo de cair no Brasileiro e já recuperou elencos que estavam de mal a pior, o britânico faz o mesmo na Premier League. Ele é reconhecido como o melhor técnico dos clubes de poucos recursos. Sua fama começou quando conseguiu uma inesperada promoção à 1a Divisão comandando o Stoke City. Anos mais tarde, classificou esta mesma agremiação para a Liga Europa. Em seu currículo, já salvou Crystal Palace e West Bromwich Albion do descenso quando tudo parecia perdido. Sua carreira de técnico começara no Bournemouth, onde encerrou a carreira de atleta.

Em duas temporadas o dirigindo, se manteve na 17a posição, uma acima do Z-3. Sua aventura seguinte foi no Gillingham, pequena equipe da 4a Divisão, que quatro anos mais tarde estava na Segundona e só não chegou à elite porque foi superado pelo Manchester United numa polêmica prorrogação no Playoff. Sua fama estava feita! Sempre que alguém estava em apuros, ele era contratado. Outro a se salvar foi o Portsmouth, que era derrotado seguidamente rumo à terceira divisão.

Hull City, o Mais Cotado a Cair

O Hull City é um time da pequena cidade de Kingston Upon Hull, localizada no noroeste da Inglaterra. Ao longo da história, a conquista mais importante da agremiação foi um campeonato da 3a Divisão. Além disso, nunca passou mais do que duas temporadas seguidas na elite. É óbvio que trata-se de um clube modesto que faltam recursos material, humano e financeiro para competir com seus rivais mais estruturados. De acordo com o Oddsshark.com/br, paga-se R$ 1,20 para um se for rebaixado e R$ 4,50 se escapar da degola.

Swansea: Mesmos Pontos do Hull, Porém a Confiança é Maior

O Swansea talvez seja o maior potência do País de Gales e por isso optou por disputar o Campeonato Inglês, em vez do Galês. Sua maior glória é ter levantado uma Copa da Liga, o que ofuscou as taças de três campeonatos da terceirona conquistados. Os galeses vivem seu melhor momento na história e disputam pela quinta vez seguida a 1a Divisão, um feito inédito. Agora você pode me perguntar por que confia-se mais neles do que no Hull City? É uma questão de análise do elenco à disposição de treinador Bob Bradley. É um clube maior, que representa toda uma região, com mais torcedores, além de uma cidade maior, com mais estrutura. Fora isso, especula-se que há outros elencos menos preparados para atuar na elite, como por exemplo Burnley, Middlesbrough, Sunderland, que podem cair de rendimento no restante da competição. Caso seja rebaixado, o rendimento do apostador é de R$ 17,20 para cada R$ 10 aplicados e se permanecer entre os grandes, R$ 21,00.

Sunderland, Burnley e Crystal Palace Ameaçados

Sunderland e Burnley, clubes do norte do país, estão sofrendo nesta luta contra a queda. Com 14 e 17 pontos respectivamente, seus torcedores não têm confiança em nos jogadores. O primeiro conquistou ao longo de sua história uma liga e duas copas e atua entre os grandes desde 2007/08. Já o segundo tem duas ligas e uma copa em sua sala de troféus mas desde os anos 80 aparece mais nas divisões inferiores do que na 1a Divisão. Enquanto isso, o Crystal Palace, pequena entidade da capital Londres, já se acostumou a cair e depois voltar. Trata-se de uma agremiação “ioiô”, que já levantou duas vezes a Segundona e que está na elite há três anos. Qual destes precisa mais contar com os conselhos de Tony Pulis? Quem investir na queda do Sunderland receberá R$ 166 para cada lote de R$ 100 acreditados, ou R$ 190 se optar que o Burnley não se salvará, ou R$ 5,00 se o Crystal Palace descer. Quem apostar que um destes conquistará seu espaço na elite em 2017/18 receberá respectivamente: R$ 220, R$ 190 e R$ 118. Números fornecidos pelo Oddsshark.com/br.

Outras Possibilidades

Quem me lê já percebeu que tanto é possível apostar em quem cairá, como em quem se salvará. Olha, além dos cinco clubes já analisados, penso que o atual campeão Leicester, que está mais focado na Champions League do que na competição doméstica, o Middlesbrough e o West Ham têm verdadeiras possibilidades de disputar a divisão de prata na próxima temporada. Os demais participantes, fora uma queda abrupta de rendimento, não deverão correr riscos.

Oportunidades na Championship                                                                              

A Championship, a 2a Divisão inglesa, tem uma barbada: o Rotherham United praticamente atestou seu fracasso e com apenas dez pontos ganhos deverá jogar a 3a Divisão de 2017/18 (quem acreditar nisso receberá quase nada segundo o Oddsshark.com/br, R$ 1,01). Nem Mr. Pulis o salvaria! Outro que já está perdendo contato com seus concorrentes é o Wigan Athletic, que acumulou apenas 18 pontos (paga-se R$ 2,20 se cair). O Blackburn Rovers completa o Z-3. Os últimos três colocados, além de Burton Albion, Queens Park Rangers, Cardiff City, Nottingham Forest e Bristol City são os cotados ao rebaixamento que estão se safando por enquanto.

Premier League (Prêmios, caso o time seja rebaixado):

1o Hull City – R$ 1,20 (12 Pontos)

2o Sunderland – R$ 1,66 (14 Pontos)

3o Swansea – R$ 1,72 (12 Pontos)

4o Burnley – R$ 1,90 (17 Pontos)

5o Crystal Palace – R$ 5,00 (15 Pontos)

6o Middlesbrough – R$ 6,60 (18 Pontos)

7o West Ham – 13,00 (19 Pontos)

8o Leicester – R$ 15,00 (17 Pontos)

9o Watford – R$ 17,00 (21 Pontos)

10o Stoke City – R$ 23,00 (21 Pontos)

11o Bournemouth – R$ 34,00 (21 Pontos)

12o West Bromwich Albion – R$ 34,00 (23 Pontos)

13o Southampton – R$ 251 (24 Pontos)

14o Everton – R$ 251 (23 Pontos)

15o Tottenham – R$ 4.501 (33 Pontos)

16o Manchester United – R$ 4.501 (30 Pontos)

17o Arsenal – R$ 4.501 (34 Pontos)

18o Chelsea – R$ 4.501 (43 Pontos)

19o Liverpool – R$ 4.501 (37 Pontos)

20o Manchester City – R$ 4.501 (36 Pontos)

 

Championship (Prêmios, caso o time seja rebaixado):

1o Rotherham United – R$ 1,01 (10 Pontos)

2o Blackburn Rovers – R$ 2,10 (20 Pontos)

3o Wigan Athletic – R$ 2,20 (18 Pontos)

4o Burton Albion – R$ 2,87 (22 Pontos)

5o Queens Park Rangers – R$ 3,25 (23 Pontos)

6o Cardiff City – R$ 4,50 (23 Pontos)

7o Nottingham Forest – R$ 8,00 (26 Pontos)

8o Ipswich Town – R$ 17,00 (28 Pontos)

8o Wolverthampton Wanderers – R$ 17,00 (25 Pontos)

8o Barnsley – R$ 17,00 (31 Pontos)

11o Brentford – R$ 26,00 (28 Pontos)

11o Bristol City – R$ 26,00 (27 Pontos)

13o Preston North End – R$ 34,00 (32 Pontos)

14o Birmingham City – R$ 41,00 (34 Pontos)

15o Fulham – R$ 101 (33 Pontos)

16o Aston Villa – R$ 151 (31 Pontos)

17o Reading – R$ 501 (30 Pontos)

17o Leeds United – R$ 501 (38 Pontos)

17o Huddersfield Town – R$ 501 (39 Pontos)

17o Norwich City – R$ 501 (33 Pontos)

21o Sheffield Wednesday – R$ 751 (37 Pontos)

22o Derby County – R$ 1.001 (36 Pontos)

23o Brighton & Hove Albion – R$ 4.501 (48 Pontos)

23o Newcastle United – R$ 4.501 (49 Pontos)