Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ronaldo conta motivo para não ter começado carreira no Flamengo

Ronaldo Fenômeno dispensa apresentações, o craque foi um dos maiores jogadores da história do futebol. Além de mandar muito bem dentro dos gramados, o que não falta para ele é história sobre resenhas. Neste domingo, Ronaldo participou do programa Resenha ESPN e teve muita história para contar em seu bate-papo com o apresentador André Pilhal e os ex-jogadores que participam como comentaristas.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Foto: Reprodução/ESPN

Em uma das conversas, Ronaldo relembrou o motivo de não ter começado sua carreira no Flamengo. Em sua infância: um garoto pobre, morador de Bento Ribeiro, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro. Para ir até à Gávea, onde era realizado as peneiras do Fla, Ronaldo passava aperto devido às dificuldades para se locomover até o local.

LEIA MAIS

REAL MADRID X KASHIMA ANTLERS: ASSISTA AOS GOLS DO TÍTULO MERENGUE

FELIPÃO RELEMBRA PENTA PARA EXPLICAR 7 A 1: “SE PERDI SOZINHO A COPA DE 2014, GANHEI SOZINHO A COPA DE 2002”

15 TORCEDORES QUE ESTÃO COM MUITA SAUDADE DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Segundo Fenômeno, as peneiras do rubro-negro contavam com muitas crianças, mas isso não foi empecilho para passar.

Eu fui fazer a peneira no Flamengo. Eu tinha até pouco tempo atrás o cartão da terceira vez que eu fui lá fazer a peneira, e no Flamengo tinha que ir umas dez vezes, porque era tanta criança e eu passei nas duas primeiras, na terceira eu já não fui mais”, relembra.

O principal motivo foi os ônibus que tinha que pegar até a Gávea. Além de ser uma viagem duradoura, já que seu bairro era muito distante do CT do Flamengo, a passagem também pesava no bolso do craque. No final, optou por começar seu início no São Cristóvão, que para Ronaldo seria o caminho mais fácil para levar ao sonho de ser um jogador de futebol.

Tinha que ir de Bento Ribeiro até a Gávea, eram duas conduções para ir e duas para voltar. Aí eu não tive nenhuma ideia brilhante e fui para o São Cristóvão, pois eu achava que era o caminho mais rápido, eu falava: ‘São Cristóvão eu vou me destacar e algum clube vai me ver e foi assim que tracei meu início“, disse Ronaldo

 

As melhores notícias de esportes, direto para você