Campeonato Pernambucano: o que esperar do Sport no hexagonal?

A segunda fase do Campeonato Pernambucano 2017, o Hexagonal do Título, começa neste sábado (28). Com a inclusão de Sport, Náutico e Santa Cruz, além de Central, Belo Jardim e Salgueiro, seis equipes lutam pelo título maior do futebol de Pernambuco. O Sport, único sobrevivente do estado na Série A do Brasileiro, vive um dilema: se dedicar ou não ao estadual? Confira uma análise sobre o clube rubro-negro para o torneio.

Mário Fontes
Estudante de Jornalismo na UFPE, fã de esportes, apaixonado por futebol mas também rugby e futebol americano.

Crédito: Sport conquistou a Taça Ariano Suassuna ao derrotar o The Strongest. Créditos: Williams Aguiar/Sport Recife

No fim de 2016, o candidato Arnaldo Barros venceu as eleições para a presidência do Leão. Entre as promessas de campanha, uma polêmica: utilizar o sub-20 ou um time reserva no Pernambucano. Com a posição clara de não se dedicar ao estadual, o Sport chega correndo por fora na briga pelo título, mesmo dois anos sem conseguir levantar a taça.
LEIA MAIS:

Pernambucano: Quem vencerá o torneio? Vote na enquete!
Mercado da Bola: Sport anuncia ex- atacante do Palmeiras

No entanto, após a vitória sobre o Sampaio Corrêa, pela Copa do Nordeste, o técnico Daniel Paulista deixou claro que pretende usar o time considerado titular em algumas partidas, e alternar com a equipe reserva em outros jogos.

Sinal de que a preocupação com a seca de títulos existe. E o Pernambucano é uma ótima oportunidade para quebrar este curto jejum. Para isto, uma base foi mantida, pensando no Brasileiro, mas que pode render frutos já no primeiro semestre.

BASE DA EQUIPE MANTIDA

Na pré-temporada, o Leão rugiu. Mostrou força e manteve suas principais peças do elenco que conseguiu se manter na Série A em 2016. Diego Souza renovou, Rogério ficou e o volante Rithely, que recebeu sondagens de Atlético/MG e Corinthians, não só rejeitou as propostas como renovou com o clube rubro-negro.

Além deles, o goleiro Magrão descartou aposentadoria, e fica no clube até 2018. Outros como o lateral-direito Samuel Xavier e o lateral-esquerdo Renê também irão vestir a camisa do Sport em 2017.

SUB-20 APARECENDO

Mas não só de figurinhas conhecidas vive o Leão. Um dos pontos abordados por Daniel Paulista neste início de ano é a valorização da base, que tem conseguido bons resultados recentes. Nomes como os dos atacante Wallace e Patrick e do meio-campo Pardal podem aparecer como revelações rubro-negras no ano.

A ESPERA PELO “MATADOR”

Talvez uma das posições em que a dúvida é maior no Sport é entre os atacantes. Com Everton Felipe e Rogério consolidados pelas pontas, o “camisa nove” ainda é dúvida. Leandro Pereira, ex-Palmeiras, foi contratado, mas ainda não correspondeu. Paulo Henrique, que fez sua carreira fora do Brasil, ainda não teve muitas oportunidades.

Resta à torcida sonhar com um ídolo recente: o atacante André. Encostado no Sporting/POR, o jogador pode pintar na Ilha do Retiro ainda neste primeiro semestre, reeditando a dupla com Diego Souza, que tanto deu certo em 2015.

BOM COMEÇO

Nos primeiros compromissos em 2017, o Sport já teve uma taça levantada. O Leão derrotou o The Strongest, da Bolívia, nos pênaltis, e conquistou a Taça Ariano Suassuna, torneio amistoso que está em sua terceira edição. Na Copa do Nordeste, apesar de não ter jogado bem, o Rubro-Negro garantiu a vitória contra o Sampaio Corrêa, com gol do zagueiro Ronaldo Alves.

Confira a tabela do Sport no Pernambucano 2017:

28/01 – Sport x Central

02/02 – Salgueiro x Sport

15/02 – Sport x Belo Jardim

19/02 – Santa Cruz x Sport

22/02 – Sport x Náutico

05/03 – Náutico x Sport

19/03 – Belo Jardim x Sport

26/03 – Sport x Santa Cruz

05/04 – Sport x Salgueiro

09/04 – Central x Sport