Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Coritiba se mostra otimista e aguarda resposta de Ronaldinho Gaúcho

Depois de várias informações em que o Coritiba estaria negociando com Ronaldinho Gaúcho, o Coxa resolveu abrir o jogo e nesta terça-feira emitiu um comunicado oficial sobre as conversas com o craque. Segundo consta no informativo, o clube paranaense, representado pelo diretor de futebol Alex Brasil e pelo diretor executivo internacional Juliano Belletti, formalizou a oferta para contar com o atleta na temporada 2017.

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Bruno Cantini/Flickr oficial do Galo

“A reunião foi novamente muito boa, assim como o encontro que aconteceu na última semana. A informação foi confirmada pelo presidente do clube Rogério Bacellar, que recebeu as novidades dos representantes do clube no Rio”, diz o comunicado que foi publicado no site do Coritiba, mostrando otimismo em um desfecho positivo para a contratação do “Bruxo”.

LEIA MAIS:

BRASIL TEM AMPLA VANTAGEM DIANTE DA COLÔMBIA; CONFIRA

Contudo, apesar do otimismo, o comunicado destaca que Ronaldinho e Assis, irmão e representante do jogador, não deverão dar resposta ao Coritiba neste momento, já que o atleta  tem compromissos assumidos anteriormente para o início do mês de fevereiro.

Porém, a cúpula do Coxa revelou que neste tempo manterá contato com os representantes do jogador para saber da resposta sobre a proposta que foi apresentada nesta sexta-feira.

Atualmente Ronaldinho tem 36 anos, sendo considerado um grande nome na história do futebol, principalmente por ter sido campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002. Além disso, o jogador brilhou com a camisa do Barcelona e do Paris Saint German, da França. Quando jogou no Atlético-MG, o “Bruxo” foi um das principais peças da equipe na campanha do inédito título da Copa Libertadores da América.

Depois de deixar o Galo, Ronaldinho teve passagens apagadas pelo Querétaro, do México e Fluminense. Desde sua saída do Tricolor Carioca, o jogador não atuou mais como profissional, participando apenas de partidas festivas. Durante este período, o atleta sempre negou ter pendurado as chuteiras.