Relembre o ouro inédito do futebol masculino no Jogos do Rio 2016

O sonho do ouro Olímpico para o futebol masculino enfim foi realizado em casa, nos Jogos Rio 2016. A seleção brasileira, pentacampeã mundial, havia conseguido apenas a medalha de prata, nos anos de 1984, 1988 e 2012, e o bronze em 1996 e 2008.

Rodrigo de Azevedo
Paulistano. Formado em Comunicação Social- Jornalismo pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Atualmente mora em Salvador.

Crédito: Foto: Ministério do Esporte

E dois anos após o “mineiraço” e o traumático 7×1, eis que o adversário da grande final olímpica foi novamente a Alemanha. Um belo confronto com gostinho de revanche. Mas a caminhada até a decisão não foi nada fácil, então o Torcedores.com vai relembrar para você como foram os jogos da equipe até a conquista do ouro.

LEIA MAIS:
RETROSPECTIVA 2016: OS MOMENTOS MAIS MARCANTES DO ESPORTE
RETROSPECTIVA 2016: O ANO DE RAFAELA SILVA

BRASIL X ÁFRICA DO SUL (Fase de Grupos)
Era pra ser uma partida teoricamente fácil. Mas o time principal já não vinha convencendo a torcida há algum tempo, e com a recém demissão do técnico Dunga, Rogério Micale foi o escolhido para o comando da seleção olímpica nos Jogos.
A estreia foi no Mané Garrincha, Brasília, em 04/08, e desde o início o time mostrou superioridade frente aos adversários. Só que o que faltou foi uma finalização efetiva. Muitas chances de gols foram perdidas, e o placar não saiu do 0x0. (Melhores momentos)

BRASIL X IRAQUE (Fase de Grupos)

Neymar e Renato Augusto em foco, lamentando o empate sem gols Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Neymar e Renato Augusto em foco, lamentando o empate sem gols
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil


Outra decepção em campo. Novamente, choveu oportunidades de gols. O Iraque, em alguns momentos ameaçou o goleirão Weverton, acertando até uma bola na trave no primeiro tempo. Mas o Brasil manteve a infelicidade do jogo passado e não conseguiu balançar as redes. Aí os torcedores que novamente estavam no Mané Garrincha, dia 07/08, não se contiveram e começaram a gritar o nome de Marta, que ia muito bem até então pelo futebol feminino. Placar final 0x0, e mais um ponto para o Brasil. (Melhores momentos)

BRASIL X DINAMARCA (Fase de Grupos)
O time chegou para a última partida pressionada, correndo riscos de sofrer a eliminação ainda na primeira fase. Só a vitória interessava, e serviria para dar mais confiança no desenrolar da competição. Dessa vez, o duelo foi na Arena Fonte Nova, Salvador, dia 10/08, e enfim os atacantes desencantaram. Com gols de Gabibol (2), Gabriel Jesus e Luan, o Brasil venceu por 4×0, e de quebra garantiu a classificação em primeiro lugar do grupo. (Veja os gols)

BRASIL X COLÔMBIA (Quartas de Final)
O confronto dessa vez foi na Arena Corinthians, em 13/08. Em um jogo truncado, Neymar sofreu com as faltas, mas respondeu da melhor forma que poderia. Com uma bela cobrança de falta, ele abriu o placar marcando o seu primeiro gol na Olimpíada. Depois foi a vez de Luan fazer um golaço de cobertura, de fora da área, fechando o resultado em 2×0 e assegurando a classificação para as semis. (Melhores momentos)

BRASIL X HONDURAS (Semifinal)
A equipe chegava para a partida entusiasmada, confiante, esperançosa, frente a um adversário também considerado fraco. E logo aos 14 segundos, Neymar surpreendeu tudo e a todos, e numa divida com o goleiro, abriu o placar no Maracanã, dia 17/08. Ainda no primeiro tempo, Gabriel Jesus marcou duas vezes. Já na segunda etapa foi a vez de Marquinhos, Luan e Neymar completarem a festa em 6×0. (Melhores momentos)

BRASIL X ALEMANHA (FINAL)
Novamente o palco era o estádio do Maracanã, para a grande final do dia 20 de agosto. E outra coisa repetida era o adversário, que não trazia boas lembranças para o nosso país. O Brasil não havia tomado gols em toda Olimpíada, marca de uma boa defesa. Mas dessa vez foi a vez do goleiro Weverton brilhar. Ele também contou com a sorte, quando dois ataques alemães acertaram a trave. Neymar, em uma linda cobrança de falta, acertou o ângulo, e acendeu a expectativa do título.

Só que apareceu Meyer para fazer o gol de empate, e adiar a alegria da torcida. O jogo acabou mesmo no 1×1, e depois de uma prorrogação pouco movimentada, a disputa foi para os pênaltis.

Renato Augusto, Marquinhos, Rafinha Alcântara e Luan marcaram as quatro primeiras cobranças para o Brasil. Já Ginter, Gnabry, Brandt e Sule fizeram para a Alemanha. Quando foi a vez de Petersen cobrar a estrela de Weverton apareceu. Ele já tinha acertado o lado de outros três chutes, e no último, ele não só acertou o canto, mas também conseguiu fazer a defesa. Coube então a Neymar ter a oportunidade de fazer o gol do ouro, e o menino não desperdiçou. Bola de um lado, goleiro do outro, e a multidão que estava presente no Maracanã e em todo país podia gritar: “É CAMPEÃO!”; “É OURO!” (Melhores momentos)

Comemoração logo após o gol do ouro Foto: Ricardo Stuckert/ CBF

Comemoração logo após o gol do ouro
Foto: Ricardo Stuckert/ CBF

VEJA TAMBÉM:
RELEMBRE 5 JOGADORES QUE DEIXARAM A TORCIDA DO SÃO PAULO FELIZ EM 2016