Gabigol? Mattos revela que Kia tentou contratar Gabriel Jesus para a Inter de Milão

Nos últimos dias, o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, estava na Inglaterra para cuidar da situação de Gabriel Jesus, que se transferiu para o Manchester City. Ao mesmo tempo que o homem forte das contratações do Verdao resolvia as pendências finais da transação, vários veículos de comunicação cravaram que Mattos teria se encontrado com o empresário iraniano Kia Joorabchian.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Arte: Matheus Martins Fontes/Torcedores.com

LEIA TAMBÉM:
Guerra deve perder estreia do Palmeiras pelo Campeonato Paulista; entenda
Apoio à Crefisa? PVC revela motivo de ruptura entre Galiotte e Nobre no Palmeiras
Palmeiras começa temporada com dois especialistas na bola parada; veja treino
Crefisa e Palmeiras discutem “benefícios” para projeto Libertadores-Mundial

Kia ficou conhecido no Brasil ao comandar a parceria da empresa MSI com o Corinthians entre 2004 e 2007 e o empresário seria uma última cartada de Mattos para viabilizar a contratação do centroavante colombiano Borja, do Atlético Nacional.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Em entrevista à Fox Sports, o diretor do Palmeiras negou qualquer reunião ou sequer ter encontrado com Kia na Inglaterra. “Chance zero. Não houve nada disso. Conheço o Kia, mas não teve nenhuma reuniao, nenhum negócio sendo feito”, rechaçou Mattos.

Na entrevista, o dirigente do Verdão revelou que a última vez que Kia tentou algo relacionado ao clube foi contratar Gabriel Jesus em 2016 para a vaga preenchida por Gabigol, ex-Santos, na Internazionale de Milão.

“A última vez que o Kia tentou um negócio foi no ano passado quando tentou comprar o Gabriel Jesus para a Inter de Milao. Ele estava representando um fundo de investimentos (…) Mas nessa viagem, não houve nada relacionado a Borja, e nenhum outro jogador”, encerrou.

O Palmeiras descartou Borja pela alta pedida do Atlético Nacional – mais de R$ 50 milhões. Já quanto a Lucas Pratto, do Atlético-MG, Mattos sondou a situação do argentino, que tem o preço avaliado em 10 milhões de euros (R$ 34 milhões) para sair de Belo Horizonte. Atualmente, para a posição de Jesus, o técnico Eduardo Baptista tem à disposição Alecsandro, Lucas Barrios e Willian Bigode.