Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Guardiola 46 anos: treinador mudou a estrutura do futebol mundial

Não há como negar que Pep Guardiola não tenha feito nada em prol do futebol. E não existe data melhor que, neste dia 18 de janeiro, data em que o espanhol completa 46 anos, para falar sobre serviços prestados ao esporte.

Bruno Barbato
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgacao/Twitter Manchester City

Josep Guardiola i Sala nasceu em 18 de janeiro de 1971, em Santpedor, na Espanha. Se profissionalizou em 1990 no Barcelona, e conquistou diversos títulos como jogador. Dentre eles, a Champions League de 1992 e 6 Campeonatos Espanhóis.

Era um volante dito moderno, que marcava mas saia para o ataque. Tinha um toque de bola elegante, e foi isso que o fez chegar à seleção, onde participou da Copa do Mundo de 1994 e da Eurocopa de 2000 (ficou fora da Copa de 1998 por lesão e da Euro 96 por problemas com o treinador da época), além de ter conquistado o ouro olímpico nas Olimpíadas de Barcelona em 1992.

E seu estilo foi posto em prática quando se tornou treinador, em 2007, quando levou o Barça B ao título da 3ª divisão espanhola, revelando jogadores como Busquets, Thiago Alcântara e Pedro.

Assumiu a equipe principal na temporada 2008-2009 e fez dessa a melhor estreia de um treinador, conquistando Campeonato Espanhol, Copa do Rei, Supercopa da Espanha, Supercopa da Europa, Champions League e o Mundial de Clubes, ou seja, todos os títulos possíveis.

E sempre com um estilo de jogo que valoriza a posse de bola, poucos toques na bola por atleta, e rápidas transições da defesa para o ataque, fazendo da sua equipe a mais letal no futebol mundial.

Seu estilo foi implantado e revolucionou o futebol mundial, apresentando um estilo de jogo clássico, dos anos 80 talvez, quando se tinha equipes brasileiras com um nível técnico acima da média (Guardiola sempre falou que se inspirou no futebol brasileiro).

Desbancou o grande treinador da época, José Mourinho, e seguiu conquistando mais taças pelo Barcelona até 2012, quando decidiu deixar a equipe catalã.

No Bayern de Munique e no Manchester City segue com a mesma filosofia. Este é o estilo do treinador Pep Guardiola.