Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

“Mina fica no Palmeiras no mínimo mais esse ano”, afirma Mattos

O exemplo do Corinthians, campeão brasileiro de 2015 e com o time titular praticamente desmanchado meses depois da conquista não se repetiu no Palmeiras. O Alviverde, campeão de 2016, perdeu apenas um jogador do time campeão, o centro-avante Gabriel Jesus.

Mohamed Nassif
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Cesar Greco - Agência Palmeiras

 

E é exatamente esse o grande trunfo do Verdão para esta temporada que está se iniciando, de acordo com o diretor de futebol do clube, Alexandre Mattos. Ele participou do programa Fox Sports Rádio nesta quarta-feira e falou sobre a importância de se manter o elenco para a temporada seguinte.

LEIA MAIS: Mattos explica como foi a negociação com Pratto

“A maior contratação é essa. Temos mania de falar o que vai vir. Mantivemos a base, coisa difícil quando é campeão. Maior contratação é manter o elenco e manter eles motivados. Ajustamos a situação interna de alguns jogadores. Claro que numa realidade econômica do Palmeiras. Não fazemos loucuras e não faremos. Se contrata sete, oito, nove jogadores não importa. Se é o orçamento, não tem porque não ser feito.”

Nas últimas horas, Thiago Santos, Moisés e Tchê Tchê tiveram seus contratos renovados com o Palmeiras, aumentando não só o tempo de contrato como também tendo um reajuste salarial e uma multa de rescisão maior, o que mostra a importância que o clube está dando pela permanência dos campeões do ano passado.

E um dos mais badalados jogadores que devem ficar é o zagueiro Mina. Ele já foi especulado no Barcelona e Manchester City. Mas não deverá sair do Palestra, pelo menos nesta temporada, de acordo com Mattos:

“O Mina fica. O Palmeiras não é clube de negocio. É legal ver que vários times querem ele. Palmeiras precisa que eles cumpram o clico. O Mina fica no mínimo mais esse ano. E aí sim se mudarem as coisas, aí vai acontecer (uma venda). Mas o foco dele é aqui. Ele tá feliz aqui e está tranquilo.”