No dia da saudade, veja 10 jogadores que fazem falta ao Palmeiras

30 de janeiro é o dia da saudade, e nesta data, nada melhor que relembrar alguns craques da história do Palmeiras, que até hoje, fazem o torcedor do Verdão sentir falta de suas jogadas.

Bruno Barbato
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação

A lista é imensa, mas optei por escolher 10 deles para que o palmeirense relembre e mate um pouco dessa saudade.

Confira:

Marcos: Foram 531 jogos pelo Palmeiras em 20 anos de clube. Marcou época e venceu 2 Campeonatos Brasileiros, 4 Campeonatos Paulistas, uma Libertadores, uma Copas do Brasil, uma Mercosul, dois Torneios Rio São Paulo, uma Copa dos Campeões além da Série B em 2003.

Conquistou o mundo com a seleção brasileira em 2002 e ficou conhecido pelos milagres, recebendo carinhosamente o apelido de São Marcos quando eliminou o Corinthians por dois anos seguidos na Libertadores. Além de tudo é carismático. Ninguém melhor do que ele pra se sentir saudade no Verdão.

Luís Pereira: Um dos melhores defensores da história do futebol brasileiro, Luís Pereira seria titular absoluto não só do Palmeiras, mas de qualquer time do Brasil e da própria seleção brasileira. Já pensou formar uma dupla com Mina?

Edmundo: O Animal definitivamente cairia como uma luva neste elenco do Palmeiras. Em ano de Libertadores, o Verdão vem forte, e até por isso, já imaginou Edmundo sendo “O Cara” da competição?

Evair: Borja? Pratto? Barrios? Nenhum deles se aproxima do que foi Evair, um camisa 9 nato. Tinha habilidade, frieza e um posicionamento impressionante. Da lista, é a peça que mais falta faz ao atual elenco do Alviverde Paulista.

Rivaldo: Um jogador extremamente regular, que deslanchou pro futebol com a camisa do Verdão. Um meia armador que chegava pra finalizar. O último grande camisa 10 que brilhou com a seleção brasileira.

Ademir da Guia: Dispensa comentários. Maior jogador da história do clube para muitos, Ademir, se fosse profissional hoje, era só dar a 10 e escolher o resto do time. O apelido “Divino” já mostra como foi quando futebolista.

Cesar Maluco: Artilheiro, polêmico, com um acréscimo de “maluquice”, assim foi Cesar Maluco. Identificado com a torcida, foi o único a ser artilheiro pelo Palmeiras em uma edição de Campeonato Brasileiro, em 1967.

Djalma Santos: Um dos primeiros laterais direitos que se destacaram na história do futebol, Djalma Santos tinha força defensiva e marcou época com a camisa do Verdão.Foram 3 Brasileiros, 3 Paulistas e um Rio São Paulo em 9 anos de Palmeiras, em uma época que apenas o Alviverde batia de frente com o Santos de Pelé.

Além disso, Djalma detém alguns recordes na carreira, como: único jogador ao lado de Beckenbauer a ser eleito em 3 Copas do Mundo como o melhor da sua posição (1954, 1958 e 1962), disputou 4 Copas do Mundo e ao lado de Pelé é o único brasileiro a ser titular em 4 edições. Conquistou duas Copas e nunca foi expulso em sua carreira.

Alex: Camisa 10 clássico, meia esquerda das antigas e que todo palmeirense gostaria de contar. Tem um bom chute de longe e sua visão de jogo é privilegiada.

Leivinha: Um dos melhores atacantes da história do Verdão. Cairia bem nesta equipe que ainda busca um camisa 9.