Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Para Mattos, Palmeiras é a preferência de vários jogadores

Um grande trabalho de reconstrução foi feito no Palmeiras. Desde 2013, com Paulo Nobre, o Verdão diminuiu os gastos e a partir de 2015, quando Alexandre Mattos chegou, começou a colher os frutos. O Verdão voltou a ser protagonista no mercado da bola e também nas competições em que disputou.

Mohamed Nassif
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: (Mattos à esq apresentando Michel Bastos) Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Se até alguns anos atrás o clube paulista perdia negociações para rivais, hoje larga na frente. A primeira grande contratação foi de Dudu, que estava perto de fechar com o São Paulo, ou com o Corinthians, mas acertou sua vinda ao Palmeiras quando ninguém imaginava. Com o passar do tempo, mais jogadores importantes chegaram ao clube. No ano passado, Mina, Jean, Edu Dracena foram alguns nomes importantes. Este ano vieram Felipe Melo, Guerra, Willian Bigode entre outros.

LEIA MAIS: Mattos afirma que Mina continua no Palmeiras neste ano

E Alexandre Mattos comentou sobre a reconstrução do Palestra Italia. Ele esteve no programa Fox Sports Rádio e rasgou elogios ao trabalho realizado no clube:

“Quando vim para cá, no começo de 2015, o Paulo Nobre via um desconforto pro Palmeiras não ser um atrativo pros jogadores importantes. E como é legal ver isso acontecer dois anos depois tão forte. Vários jogadores tem o Palmeiras como primeira escolha. E isso foi um trabalho muito forte de todas as pessoas que estão lá, atletas, comissão técnica, diretoria. É um dos maiores orgulhos que a gente tem hoje. O Borja é amigo do Mina, com certeza o Mina está falando bem do Palmeiras para ele. Os presidentes do Atlético Nacional e do Santa Fé só tem coisas boas para falar. Resgatamos isso e foi um trabalho árduo de muita gente.”

O trabalho de reconstrução do Palmeiras aconteceu por diversos motivos. Além de uma diretoria organizada, as receitas como cota de TV não foram adiantadas, o programa de sócio torcedor se tornou referência no país, além da volta do Estádio Palestra Italia, mina de ouro do clube e dos novos patrocinadores, que fizeram a camisa do Palmeiras ser a mais valiosa do país.