Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Pilotos brasileiros também encontram dificuldades na Indy

Se a situação dos pilotos brasileiros na Fórmula 1 é delicada (com apenas Felipe Massa representando o país na principal categoria de monopostos do planeta), a maior nação da América do Sul também encontra dificuldades na grande expoente de bólidos dos Estados Unidos – a Indy Racing League (IRL).

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Foto: Chris Jones / Indy Car (www.indycar.com)

Desde 2014, o Brasil tem apenas dois pilotos na IRL: Tony Kanaan e Helio Castroneves. Kanaan sempre esteve presente na Chip Ganassi, enquanto Helio Castroneves sempre pilotou uma Penske – as duas equipes de monopostos mais tradicionais dos Estados Unidos. As boas notícias, porém, param por aí.

Embora sempre tenham frequentado lugares de honra na tabela de classificação (Helio foi vice-campeão mundial em 2014 e terceiro em 2016, enquanto Tony sempre se manteve entre os dez primeiros), o Brasil não vence uma prova desde 2014 – quando Kanaan venceu a prova de Fontana, que marcou o final da temporada.

Também chama a atenção a distância de Helio Castroneves (o melhor brasileiro nos três campeonatos disputados de 2014 para cá) para o campeão mundial. Mesmo em 2014 (quando foi vice), Castroneves ficou 62 pontos atrás de Will Power – a pontuação na IRL é diferente da utilizada na Fórmula 1: o vencedor de uma corrida leva 50 pontos, enquanto o segundo leva 40, por exemplo.

O Brasil, ao menos se mantém sempre muito bem na principal prova da categoria: as 500 Milhas de Indianápolis. Kanaan, vencedor em 2013, foi o quarto colocado em 2016. Já Helio, tricampeão da corrida, foi o segundo em 2014.

A renovação de pilotos brasileiros na Indy também não é adequada. Um piloto nacional não ganha a Indy Lights (principal categoria de acesso à Indy) desde 2008, quando Raphael Matos (suspenso por dois anos após ser flagrado em exames antidoping em 2015, quando estava na Stock Car) venceu a categoria. De lá para cá, o melhor brasileiro na Lights foi Luiz Razia, que acabou a temporada de 2014 na quinta colocação.

A temporada de 2017 da Indy começa no dia 12/03, em um circuito de rua de São Petesburgo, na Florida. O BandSports passará todas as provas, enquanto a Bandeirantes transmite as 500 Milhas de Indianápolis e corridas de acordo com a liberdade da programação.