Preterido pelo São Paulo, Michel Bastos busca títulos, idolatria e felicidade no Palmeiras

Depois de passagem turbulenta pelo São Paulo, Michel Bastos acertou com o Palmeiras de graça após muita especulação sobre uma possível troca com o palmeirense Rafael Marques. O meio-campista, que disputou a Copa do Mundo de 2010, chega ao Verdão com a meta de se reencontrar com o bom futebol e o mais importante: reencontrar a felicidade.

Péterson Neves
Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale. Contato: petersongneves@gmail.com

Crédito: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

“No Palmeiras tenho tudo o que preciso para ser feliz. Com certeza vou fazer a minha parte para que não passe o que passei no São Paulo”, afirmou Michel em sua apresentação. “Já estou em casa”, completou.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

LEIA MAIS
ANÁLISE: O QUE ESPERAR DA ESTREIA DO PALMEIRAS EM CASA EM 2017?
FORA DA SELEÇÃO, TCHÊ TCHÊ AFIRMA: “MEU FOCO É O PALMEIRAS”
RAPHAEL VEIGA PODE SER AQUILO QUE O PALMEIRAS PROCURAVA

Após o sucesso no futebol europeu, o meio-campista escolheu o São Paulo para voltar ao Brasil. A passagem dele pelo clube do Morumbi foi entre agosto de 2014 e dezembro do ano passado, período sem títulos e com muitas polêmicas. Diferente da idolatria no velho continente, Michel sofreu com a oscilação em campo e as críticas da torcida. Chegou, inclusive, a fazer gestos ofensivos a torcida.

O primeiro semestre de 2016 do atleta foi ótimo com a camisa do rival alviverde. Ajudou o time de Edgardo Bauza, hoje treinador da seleção da Argentina, à chegar na semifinal da Taça Libertadores da América. No entanto, a eliminação do São Paulo para o Atlético Nacional, da Colômbia, praticamente, selou o fim da passagem do atleta no clube. “Era o momento de mudar de ares. Estou com a cabeça boa, a família está feliz. Tive a oportunidade de ir para outros lugares, mas a decisão de vir para o Palmeiras foi bem rápida“, comentou o jogador sobre a troca de clubes.

Michel passou o segundo semestre treinando separado a espera de propostas. Ora especulado no próprio Palmeiras, numa possível troca com Rafael Marques, ou no Vasco, em troca por Nenê, e até mesmo no Cruzeiro em moeda de troca por Willian Bigode. A verdade é que as oferta não agradaram o meio-campista e a única decisão em comum acordo foi a rescisão de contrato amigável.

Michel Bastos chega ao time do Palmeiras para reforçar o setor esquerdo de ataque. Longe de ser um meia que atua pelos dois lados com a mesma intensidade, a meia ou ponta esquerda é lugar ideal para o atleta. Além da boa velocidade, o passe preciso, os chutes fortes de longa distância e bom posicionamento em bolas aéreas são características fortes do meio-campista.

Porém, a disputa de posição promete pegar fogo e “causar” com o técnico Eduardo Baptista. Michel disputa posição com ninguém menos que o capitão Dudu. Uma alternativa seria tentar uma vaga como segundo volante, jogador a frente do primeiro, que deve ser Felipe Melo, para sair distribuindo o jogo. Só que a disputa também promete ser pesada, afinal, o dono da posição é Tchê Tchê. Voltar a jogar em alto nível é a única forma de obrigar o treinador a colocá-lo obrigatoriamente.

Ficha técnica:
Nome: Michel Bastos
Idade: 33 anos
Peso: 73 kg
Altura: 1,79m
Onde jogou: Pelotas-RS (2001), Feyenoord-HOL (2001/2002), Excelsior-HOL (2002/2003),  Atlético-PR (2003), Grêmio-RS (2004), Figueirense (2005) Atlético-PR (2006), Lille-FRA (2006/2009), Lyon-FRA (2009/2013), Al Ain-EAU (2013/2014), Roma-ITA (2013/ 2014) São Paulo FC (2014/2016) e Palmeiras (2017).