Rogerinho cai para favorito e Brasil mantém tabu no Australian Open após Guga

Melbourne (Austrália) – Após passar pela estreia no Australian Open com uma grande virada, o paulista Rogério Dutra Silva não resistiu ao favoritismo do francês Gilles Simon, cabeça 25, e caiu na segunda rodada. Em 1h36 de partida, o rival europeu fez 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/1 e 6/1 e avançou para enfrentar o canadense Milos Raonic, terceiro favorito ao título.

Matheus Martins Fontes
Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.

Crédito: Reprodução/Twitter

LEIA TAMBÉM:
Atual campeão, Bruno Soares cai na estreia de duplas do Australian Open; Melo avança

Hexa na Austrália, Djokovic é surpreendido por uzbeque e amarga pior derrota em Grand Slams em 8 anos

Apesar da eliminação na segunda rodada em Melbourne, Rogerinho leva um cheque de 80 mil dólares australianos (R$ 194 mil) para casa e mais 45 pontos no ranking. Ocupando atualmente o 100º lugar, o paulista pode chegar até o 88º posto dependendo dos resultados dos jogadores que estão logo abaixo dele neste Australian Open.

O paulista Thomaz Bellucci e o cearense Thiago Monteiro pararam logo na estreia para o australiano Bernard Tomic e o francês Jo-Wilfried Tsonga, respectivamente.

O revés de Rogerinho faz o Brasil novamente não passar do segundo jogo na Austrália. Para se ter uma ideia, o país não ganha duas partidas na chave de simples desde Gustavo Kuerten, o Guga, em 2004, quando avançou até a terceira rodada. O tricampeão de Roland Garros também nunca foi além da campanha de 13 anos atrás.

Em toda a Era Profissional (desde 1968) do tênis, apenas três brasileiros atingiram a terceira rodada: além de Guga, Marcos Hocevar, em 1983, e Jaime Oncins em 1991, foram os outros que alcançaram tamanho feito.

No individual, quem foi mais longe no torneio foi Maria Esther Bueno, ainda na fase amadora. Em 1965, a paulistana chegou à decisão na Austrália e foi derrotada pela local Margaret Court.