DESTAQUE

Sem dono desde a Rio 2016, Maracanã vive situação de abandono

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Maracanã

Crédito: Divulgação

Sem dono, energia elétrica, sujo, com restos de material dos Jogos Olímpicos do Rio 2016 e com animais de rua que invadiram o estádio e ajudam a deteriorar a arena, reformada no ano de 2013, o Maracanã vive em estado de abandono. Do lado de fora do centro esportivo, pessoas relatam que foram assaltadas durante a noite, e placas que servem para guiar os torcedores foram destruídas. O jornal ‘O Globo’ mostrou destalhes nesta quinta-feira.

O último evento realizado no Maracanã foi o Jogo das Estrelas — partida beneficente organizada por Arthur Antunes Coimbra, o Zico e seu filho, Júnior Coimbra — e alguns problemas ficaram à mostra. O setor Leste do estádio que comercializa ingressos com lugar marcado, tem blocos com números de cadeiras embaralhados. Na parte superior do setor, faltam algumas cadeiras que foram retiradas pelo Comitê Olímpico da Rio 2016.

LEIA MAIS:

Mercado da Bola 2017: Veja os rumores e negócios confirmados do dia

O governo estadual e a Maracanã S.A. (empresa que havia vencido a disputa pela concessão) dizem não ter responsabilidade alguma pela manutenção do estádio. De acordo com a publicação, os camarotes parecem ter sido saqueados. Sofás, cadeiras, pufes e mesas, foram estocado em algumas salas. Grande parte da mobília estragou e está sem condição de ser usada por frequentadores do estádio.

Torcedores criaram campanha na internet para ajudar o Maracanã